quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Tese do resfriamento global ganha força entre estudiosos

O que sempre pensei em relação ao aquecimento global vem a ser confirmado pelo Professor Luis Carlos Molion (Físico, pós doutorado na Inglaterra e 25 anos a frente do INPE), como o CO2 produzido pelo homem pode influenciar no aquecimento e no clima do planeta, já que:


  • São liberadas 200 Bilhões de toneladas/ano, por processos naturais: Oceanos, vegetação, respiração dos animais, oceanos, vulcões...


  • O homem é responsável por 6 toneladas... é ridículo, se reduzíssemos em 50%, cairia para 3 toneladas, isso em 200 bilhões, nem dá pra fazer percentual.

É claro que All Gore (quem mais lucra com essa teoria) e sua turma resistem em defende-la, para manter milhares de empregos com vultuosos salários em ONGs, recebendo verbas governamentais para lutarem contra o suposto aquecimento global.

Neste linck você assiste a entevista:

http://www.band.com.br/jornalismo/cidades/conteudo.asp?ID=211828
Molion (Fisico e meteorologista)

TESE DO RESFRIAMENTO GLOBAL GANHA FORÇA ENTRE ESTUDIOSOS


Da Redação, com informações do Jornal da Band


A dois meses do Congresso Mundial sobre Mudanças Climáticas, na Dinamarca, a teoria de que o planeta estaria esfriando, ao invés de aquecer, tese mais aceita, tem ganhado força entre cientistas. No Brasil, um dos principais defensores desta teoria é Luis Carlos Molion, físico com pós-doutorado na Inglaterra e experiência de 25 anos à frente do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). A tese é fundamentada no princípio de que a Terra tem um ciclo natural de aquecimento e resfriamento que dura em média 60 anos. Os oceanos são os responsáveis por regular a temperatura do planeta e, de acordo com pesquisas internacionais, estão perdendo calor. Segundo Molion, reduzir as emissões de gás carbônico (CO²) não teria efeito nenhum sobre as mudanças climáticas, já que “os fluxos naturais de carbono entre oceano, vegetação, solos, e atmosfera somam 200 bilhões de toneladas por ano”. O homem seria responsável por apenas seis toneladas. Para ele, a grande divulgação da teoria de aquecimento global serve aos interesses dos países desenvolvidos, já que os acordos sobre mudanças climáticas prevêem que as nações mais pobres precisam reduzir as emissões de CO². Apesar disso, as temperaturas nas cidades têm crescido por conta do fenômeno conhecido como ilha de calor, quando o calor do sol aquece diretamente concreto e asfalto, e não árvores e rios, e eleva os termômetros.


Vamos sentir frio e calor dependendo dos fatores naturais como: O el ninho ou la ninha, a força do sol, as frentes frias.

As mudanças climáticas sempre existiram e vão continuar existindo indepente do homem.

É claro DEVEMOS SEMPRE PRESERVAR O MEIO AMBIENTE, para amenizar os efeitos dos fenômenos naturais.


Obs: Obrigado ao amigo Stanis por ter assistido a reportagem e me passado a dica da pesquisa.

sábado, 24 de outubro de 2009

Pesquisa-Americanos acreditam cada vez menos no Aquecimento Global


Com os invernos dos últimos 05 anos cada vez mais rigorosos nos EUA, também devido a falta de evidências sobre a influência do CO2 no aumento de temperatura, uma pesquisa feita entre 30 de setembro e 04 de Outubro revelou que aumentou muito o número de americanos que se tornaram céticos quanto a teoria do aquecimento global.

Também segundo essa teoria, o Aquecimento do planeta causaria grandes mudanças climáticas e não tem se observado nada de diferente em relação ao clima nos últimos anos, muito antes pelo contrário as estações estão bem definidas e até os famosos Twisters e furacões, que tem suas rotas passando pelo sul dos EUA e América central, não tem mostrado a cara, comparados a outros anos passados.
Tragédias climáticas, como enchentes, tornados, furacões, secas sempre aconteceram, claro que agora com a mídia muito mais avançada, acompanhamos on line esses fenômenos, portanto, aparentemente estão muito mais presentes.


Referencia: Os Simpsons, programa: " Diga, acredito no Aquecimento Global ou leve um soco"

Pesquisa publicada hoje no site Terra:

Americanos acreditam cada vez menos no aquecimento global

23 de outubro

Os americanos acreditam cada vez menos que o aquecimento global seja um problema grave e que existam provas concretas que o fenômeno está ocorrendo, revelou nessa quinta-feira uma pesquisa realizada pelo Centro Pew de Pesquisas.
A pesquisa indicou também que para grande parte dos americanos o tema da mudança climática não deveria ser uma prioridade para o governo, mesmo quando a maioria não se opõe a que se apliquem normas às emissões de gases poluentes.
O levantamento mostra que apenas 35% consideram que o aquecimento global e a mudança climática é um problema sério, 9% menos que em abril do ano passado. Já 57% acreditam que existem provas sólidas que a temperatura do planeta aumentou nas últimas décadas. Na mesma enquete do ano passado, 71% dos consultados assinalou que estavam convencido que o fenômeno estaria ocorrendo.
A enquete revelou que 36% manifestaram acreditar que o aumento das temperaturas seja resultado da atividade humana, 9% menos que no ano passado. No entanto, apesar do ceticismo que revela a enquete, o Centro Pew indicou que 50% estariam de acordo que se aplicasse uma política para limitar as emissões poluentes, enquanto 39% estariam contra uma medida desse tipo.
A pesquisa ouviu 1,5 mil americanos adultos entre 30 de setembro e o 4 de outubro desse ano.

EFE - Agência EFE -

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Reciclagem - Faça sua parte

Como já falei anteriormente, estou ministrando um curso sobre reciclagem de resíduos sólidos na cidade de Imbé -litoral gaúcho- .
Gostaria de usar esse espaço, para dar uns toques que passo na sala de aula.

Muitas vezes pensamos que, por não passar a coleta seletiva na localidade onde moramos, não precisamos separar o lixo em nossa residência.

Esse pensamento é um engano, pois:

  • Em todos os lugares existem catadores que fazem esse trabalho independente do poder público;
  • Devemos facilitar o trabalho do catador;
  • Se colocarmos o lixo reciclável misturado com restos de alimentos, estaremos sujando o reciclável;
  • O catador rasga a sacola, vê que o reciclável está misturado com restos e deixa a sacola aberta, aumentando a sujeira;
  • O catador muitas vezes encara o trabalho unicamente como geração de renda e não tem consciência ecológica, pois nunca foi instruído sobre os problemas causados pelo lixo e tem que trabalhar de maneira ágil, quanto mais lixo catar mais ganha. Ele é o menos culpado é o maior aliado do meio ambiente.

Portanto, separe em sua casa o lixo RECICLÁVEL (plásticos, latas, vidro, papel,...) do lixo Não reciclável(restos de alimentos, papel higiênico, fraldas).

Antes que venham os ecologistas fanáticos dizer que os restos de alimento também são recicláveis, pois podemos fazer compostagem, eu sei disso, porém o catador não faz e estou falando para pessoas que residem onde não há coleta seletiva.



Faça sua parte, com o vento e a chuva o lixo se acumula em bueiros ou é levado aos arroios e rios, provocando enchentes, depois não venham dizer que é culpa do aquecimento global.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Horário de Verão II - Com Sol


Para nossa sorte, o primeiro dia útil do horário de verão veio acompanhado do tão esperado sol e aumento de temperatura, que deve se estender por toda a semana.

Aquela história de que nosso corpo tem um relógio biológico e, que, por isso, sentimos muito a troca de horário, pois temos que acordar uma hora mais cedo e comer uma hora mais cedo, é verdadeira.

Sentimos muito sono ao acordar, almoçamos meio sem fome, pois nossas funções metabólicas estão reguladas pelo horário antigo. Acordamos uma hora mais cedo, mas não conseguimos dormir uma hora mais cedo, portanto a defasagem de sono é de duas horas, não uma.
Mas acredito que, passado em torno de duas semanas nosso relógio biológico já acerta os ponteiros para o novo horário e a partir dai vale a pena, pois temos dias mais longos com a presença do sol.
Após o dia de trabalho sobra tempo para atividades com luz natural e quem gosta de curtir uma praia aos finais de semana terá o sol brilhando por mais tempo.
Eu gosto muito deste horário.

sábado, 17 de outubro de 2009

Horário de Verão - Verão?

O horário de verão inicia hoje a meia noite, agora só faltam as temperaturas se aproximarem das temperaturas de verão, pois as mínimas no estado do Rio Grande do Sul ontem giraram em torno dos 5ºC.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou decreto em que institui datas fixas para o início e o fim do horário de verão, quando parte da população do país adianta o relógio em uma hora.De acordo com o Decreto 6.558, o horário de verão começará a partir de zero hora do terceiro domingo de outubro de cada ano até zero hora do terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte.Se a data final do horário de verão coincidir com o domingo de carnaval, o prazo final será estendido para o domingo seguinte, conforme o decreto publicado hoje (9) no Diário Oficial da União.O horário valerá para o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.O horário de verão começa a vigorar este ano no dia 19 de outubro e vai até dia 15 de fevereiro de 2009.

De acordo com informações do Ministério das Minas e Energia, o horário de verão é adotado sempre nesta época do ano por causa do aumento na demanda, resultado do calor e do crescimento da produção industrial às vésperas do Natal. Nesse período, os dias têm maior duração por causa da posição da terra em relação ao sol, e a luminosidade natural pode ser melhor aproveitada.
Eu particularmente adoro esse horário, talvez porque não precise madrugar para ir trabalhar, mas a maioria odeia o horário de verão, alguns pela dificuldade em acordar uma hora mais cedo, outros pela difícil adaptação do organismo, outros só para ter mais um motivo para reclamar de alguma coisa.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Dia do professor


Parabéns colegas Professores!


Calma, sei que nosso dia é 15/10, estou postando hoje a referência ao dia do Professor porque o feriado foi antecipado para hoje, dia 13 em função do feriado do dia 12.

Poderia colocar aqui textos cheios de frases prontas e chavões, exaltando a dignidade da profissão, agradecendo a Deus, frases de Paulo Freire, Piaget, Vigotsky ou outro pensador, mas prefiro simplesmente parabenizar meus colegas por esse dia e dizer que todas as profissões tem o lado + e o lado -.
Portanto meu recado aos colegas é o seguinte: vamos parar de nos esconder atrás do manto da falta de reconhecimento, dos baixos salários e ir em busca da qualificação e do aperfeiçoamento.
Se queremos alunos questionadores, temos que estar sempre bem preparados para responder aos questionamentos dos alunos e essa tarefa dá trabalho: leitura, pesquisa...

Tenho a opinião que a qualidade da educação, antes de qualquer teoria, depende, principalmente da motivação e conhecimento do educador perante os estudantes.
Abraços, e avante na luta!

domingo, 11 de outubro de 2009

O que aconteceu com o aquecimento Global?



Bem amigos, o texto da postagem de hoje não é meu, nem sequer o título, foi tudo extraído do site da BBC NEWS da Inglaterra e traduzido por Alexandre Aguiar. Achei muito interessante e resolvi postar devido ao meu interesse por esse assunto.

Esta manchete pode trazer alguma surpresa assim como o fato de que o ano mais quente registrado globalmente não foi 2008 ou 2007, mas 1998. Mas é verdade. Nos últimos 11 anos não observamos qualquer aumento na temperatura global. E nossos modelos de clima não previam isso, apesar das emissões humanas de dióxido de carbono, o gás que se acredita seja responsável pelo aquecimento do nosso planeta, terem continuado a aumentar. Então o que está acontecendo ?
"Os céticos das mudanças climáticas, que sustentam apaixonadamente o tempo todo que a influência humana no clima é exagerada, dizem que já antecipavam isso. Afirmam que existem ciclos naturais, sobre os quais não temos nenhum controle, e que ditam o quanto o nosso planeta aquece. Mas quais são as provas disso ? Nas últimas décadas do século XX, o nosso planeta aqueceu muito rapidamente. Os céticos argumentam que esse aquecimento foi resultado da maior atividade solar, afinal 98% do calor da Terra se origina do Sol. Contudo, uma pesquisa de dois anos atrás, publicada pela Royal Society, parece ter afastado esta influência. A linha de argumentação da pesquisa era simples. Comparar a radiação solar dos últimos 30 a 40 anos com o gráfico da temperatura do planeta. E os resultados foram claros. “O aquecimento dos últimos 20 a 40 anos não pode ter sido causado pela atividade solar”, diz o Dr. Piers Forster da Univerdidade de Leeds, um consultor líder do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas da ONU, o IPCC. Mas um cientista da atividade solar Piers Corbyn da WeatherAction, uma empresa especializada em previsões de longo prazo, discorda. Ele defende que as partículas do sol nos impactam muito mais do que hoje é a entendido e aceito, tanto que seriam em grande parte responsáveis pela temperatura global. Ele se encontra tão motivado pelo que descobriu que planeja apresentar os resultados numa conferência internacional em Londres no fim do mês. O que realmente é interessante no momento é o que está acontecendo nos oceanos. Eles são os que mais guardam o calor da Terra. De acordo com pesquisa conduzida pelo Professor Don Easterbrook da Universidade de Western Washington no último mês de novembro, as temperaturas do planeta e dos oceanos estão relacionadas. Os oceanos, diz, possuem ciclos de aquecimento e resfriamento. O mais importante deles é a Oscilação Decadal do Pacífico (PDO). Na maior parte dos anos 80 e 90, o ciclo era positivo, o que significa mais quente que a média. E observações mostraram que o planeta também aqueceu. Mas nos últimos anos começaram a esfriar. Estes ciclos no passado duraram perto de 30 anos. Então a temperatura global vai seguir a mesma tendência ? O resfriamento do planeta dos anos de 1945 a 1977 coincidiu com um desses ciclos frios no Pacífico ? O Professor Easterbrook afirma: “O ciclo frio da PDO substituiu o ciclo quente, virtualmente nos garantindo 30 anos de resfriamento global”. Então o que tudo isso significa ? Os céticos dizeem que existem outras tantas causas naturais de aquecimento e resfriamento que, mesmo que o homem esteja aquecendo o planeta, a influência é pequena comparada a estes fatores naturais. Mas os cientistas que igualmente são apaixonados pela sua tese sobre a influência humana no aquecimento global sustentam que a ciência por trás de suas teorias é sólida. O Hadley Center do Serviço Meteorológico Britânico, que faz previsões para o clima do futuro, diz que incorpora a variação solar e os ciclos dos oceanos em seus modelos climáticos, e que não há nada de novo. De fato, o centro observa que são apenas dois de tantos fatores que podem influenciar a temperatura planetária, todos levados em conta nos modelos. Ademais, dizem os pesquisadores do Hadley, a temperatura da Terra nunca subiu como numa linha reta e que sempre haverá momentos de menor aquecimento ou mesmo temporários de resfriamento. O que é crucial, dizem, é a tendência de longo prazo da temperatura da Terra e, segundo o Hadley Center, a linha é ascendente. Para confundir ainda mais as coisas, no último mês, Mojib Latif, um membro do IPCC da ONU afirmou que podemos estar realmente em um período de resfriamento global que poderia durar mais 20 a 30 anos. O Professor Latif trabalha no Instituto de Pesquisas Marinhas de Leibniz da Universidade de Kiel, Alemanha, sendo considerado um dos maiores especialistas em modelagem climática do mundo. Mas ele deixa claro que não se tornou um cético, acreditando que o período de resfriamento será temporário, antes que a força avassaladora do homem faça o aquecimento recomeçar. O que esperar para os próximos anos ? Ambos os lados tem previsões muito diferentes. O Serviço Meteorológico Britânico diz que o aquecimento global vai recomeçar em breve e com força. Antecipa que entre 2010 e 2015 pelo menos três anos serão mais quentes que o mais quente até hoje (1998). Os céticos discordam. Insistem ser improvável que a temperatura atinja as alturas estonteantes de 1998 antes de 2030. Por conta do Sol e dos oceanos, um período de resfriamento é mais provável. Agora uma coisa é certa. Parece que o debate sobre o que está causando o aquecimento global está longe do fim. Na realidade, alguns poderiam dizer que está apenas esquentando." (Tradução de Alexandre Aguiar / MetSul Meteorologia de texto de Paul Hudson, correspondente de clima da BBC News da Inglaterra).

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Inverno Interminável


Já estamos em outubro e nada da primavera dar as caras, a cada ano que passa o inverno no sul do país parece mais longo. E neste ano o sol ainda não apareceu e as famosas flores da primavera estão a sua espera juntamente com o calor, para desabrocharem. E, ao que parece, as baixas temperaturas ainda vão perdurar por mais uns dias no estado do Rio Grande do Sul, Segundo a METSUL.


A MetSul antecipa que as duas próximas madrugadas devem ser frias com mínimas tanto na quinta como na sexta entre 8ºC e 10ºC na Capital. Em Bagé e outros pontos da Campanha, pode fazer entre 4ºC e 5ºC. Nos Aparados da Serra, a madrugada mais fria deve ser a da sexta com marcas entre 3ºC e 5ºC, não se descartando até geada fraca isolada. No fim de semana, o sol aparece e a temperatura estará em elevação, o que vai garantir sensação térmica agradável. No domingo, contudo, pode chover na Metade Oeste do Rio Grande do Sul. (Alexandre Aguiar / MetSul Meteorologia)

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Tempo severo no RS

Segunda-feira, em torno das 17:30h, eu me deslocava de Tramandai, litoral gaúcho, para Gravataí, grande POA, pela Freeway,as imagens que presenciei foram lindas, pena que meu celular havia descarregado e não pude fotografar. Anoiteceu antecipadamente, nuvens extremamente carregadas e um vento assustador, passavam galhos folhas e outros objetos voando em alta velocidade em minha frente, eu vinha a uma velocidade de 90km/h (permitida nessa rodovia) e tive que reduzir até parar, senti a real possibilidade da força do vento virar o carro, pois em movimento o veículo fica mais vulnerável a ação do vento, tenho que admitir que cheguei a me assustar.

Aumentou minha apreensão quando escutei pela rádio gaúcha que havia caído 2 postes e a freeway estava interrompida, mas após foi confirmado que era no sentido: capital-litoral, contrário ao meu. Resolvi seguir viagem, pois o vento havia diminuído e a chuva havia chegado, segui praticamente enxergando um palmo além do para brisa, cheguei intacto ao meu destino. A força da natureza é impressionante.

Algumas fotos de segunda extraídas da METSUL:

PORTO ALEGRE










BAGÉ



VALE DOS SINOS



NOVO HAMBURGO



CANOAS

A forte diferença de temperatura impulsionou os ventos, pois a temperatura chegou a baixar 11ºC em poucas horas em alguns municípios.
A boa notícia é que quarta-feira, segundo a previsão, o tempo abre e o sol volta a brilhar no estado do Rio Grande do Sul.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Descoberto Equeleto Humano mais Antigo


Cientítas encontraram esqueleto de hominídeo que viveu a 4,4 milhões de anos.


Notícia publica em ZH (01/10/2009):


A história da espécie humana recuou mais um milhão de anos, com cientistas aprendendo cada vez mais sobre Ardi, um hominídeo que viveu há 4,4 milhões de anos onde hoje fica a Etiópia. A fêmea de 50kg e 1,2 metro percorria as florestas um milhão de anos antes da famosa Lucy, estudada há décadas como o mais antigo esqueleto de um ancestral humano. Este esqueleto, ainda mais antigo, reverte o que se pensava sobre evolução humana, avalia o antropólogo C. Owen Lovejoy, da Universidade Estadual de Kent. Em vez de o homem ter evoluído de um criatura semelhante ao chimpanzé, a nova descoberta oferece evidências de que chimpanzés e humanos evoluíram de um ancestral comum muito antigo, mas por caminhos diferentes. - Este não é o ancestral comum, mas é o mais perto dele que já chegamos - disse Tim White, diretor do Centro de Pesquisa em Evolução Humana da Universidade da Califórnia em Berkeley. As linhagens que levaram aos humanos modernos e aos chamados grandes macacos provavelmente tiveram um mesmo ancestral há 6 ou 7 milhões de anos, calcula White. Mas Ardi tem várias características que não aparecem em macacos africanos contemporâneos, o que leva à conclusão de que esses animais evoluíram bastante desde o último ancestral comum com a humanidade. Características Os cientistas montaram o esqueleto de Ardi a partir de 125 pedaços. O estudo do fóssil, em andamento desde sua descoberta, em 1994, indica que a espécie viveu nas matas e era capaz de escalar árvores usando as quatro patas, mas o desenvolvimento de braços e pernas sugere que essas criaturas não passavam muito tempo na copa das árvores. E eram capazes de andar eretas, sobre as patas traseiras, quando estavam no chão. Chamado anteriormente de Ardipithecus ramidus - o que significa "raiz dos macacos do chão" - o fóssil é descrito em detalhes em 11 artigos publicados pela revista Science em sua mais recente edição. - Esta é uma das descobertas mais importantes para o estudo da evolução humana - disse David Pilbeam, curador de paleontologia do Museu Peabody de Arqueologia e Etnologia de Harvard. - Está relativamente completo, já que preserva cabeça, mãos, pés e algumas partes essenciais. Representa um gênero que pode ser ancestral do australopiteco, que é o ancestral do nosso gênero, homo - disse Pilbeam, que não tomou parte nas pesquisas apresentadas na revista.AE
Esta é uma grande notícia para o estudo da evolução humana.