domingo, 30 de maio de 2010

Inverno deve mostrar sua cara esta semana


Desde abril o frio tem aparecido nas noites e manhãs e esquentando a tarde como é comum ao outono.
Mas, a partir de amanhã, a primeira massa de ar polar intensa, deve invadir o Rio Grande do Sul, deixando na terça as temperaturas próximas a 0ºC.


Inclusive existe a remota chance de nevar na serra gaúcha.
Veja o que diz o serviço de meteorologia da zero hora:
Segunda-Feira
Uma intensa massa de ar polar começa a ganhar força nesta segunda-feira e derruba a temperatura no Estado, principalmente, no Interior. Em Uruguaiana, a mínima deve atingir 5°C.

Terça-feira
A massa de ar polar avança, deixa o tempo firme e gera mais frio na Região Sul. Destaque para mínimas entre 0°C e 3°C na Serra. Simulações ainda apontam para uma chance muito remota de neve. No entanto, no alto da serra gaúcha, o tempo mais úmido e mínima de 2°C podem provocar um fenômeno conhecido como chuva congelante.

Quarta-feira
A massa de ar polar segue influenciando o tempo no sul do país. O frio segue intenso, principalmente, na Serra. Destaque para Cambará do Sul, onde a mínima pode alcançar 1°C. A possibilidade de formação de neve continua muito remota, mas o fenômeno de chuva congelante pode ser observado nos pontos mais elevados. Novos recordes de temperatura podem ser batidos na Serra. Em Porto Alegre, segue muito frio. Mínima de 9°C e máxima de 19°C.
Viram, não sou eu que estou falando, recordes de temperatura para época do ano devem ser quebrados, isso em tempos de aquecimento global.
Nos resta preparar um bom vinho e a lenha.
Este blog vai cobrir a semana de frio, publicando as temperaturas e fotos.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Agora é demais: Homem também foi responsável por Era do Gelo

Os pseudociêntistas, sempre procurando justificativas para provar os efeitos da ação do homem no suposto aquecimento global, estão se superando.

Eu estava lendo o site do DN ( Diário de Notícias ) , site muito respeitado em Portugal e me deparei com essa maravilha ai:



Diz a reportagem:


Há 12 500 anos, a chegada do 'Homo sapiens' ao Novo Mundo levou à extinção de grandes herbívoros, como os mastodontes ou os mamutes, diminuindo as emissões de metano.

Há 13 400 anos o continente americano era um paraíso para mais de uma centena de espécies de herbívoros gigantes, que produziam metano às toneladas com as sua megadigestões. Mas, com a chegada dos primeiros Homo sapiens ao Novo Mundo por essa altura, isso mudou. A caça intensiva que a espécie humana fez a esta megafauna contribuiu para o seu desaparecimento. E a quebra na produção de metano que isso implicou ter-se-á repercutido também numa alteração climática abrupta (de arrefecimento súbito do planeta) que então ocorreu (durou um milénio) e ficou conhecida por Younger Dryas.


Esta é, pelo menos, a tese de um grupo de investigadores coordenados por Felissa Smith, da universidade norte-americana do Novo México, publicada na última edição da Nature Geoscience. De acordo com os investigadores, a influência dos seres humanos no clima terá assim começado bem antes do recente capítulo da revolução industrial, com as suas emissões de gases com efeito de estufa devido à queima dos combustíveis fósseis.



Os peidorreiros



A reportagem propõe que com o surgimento do homem, começou a caça a esses animais de grande porte que tinham megadigestões, logo produziam megapeidos e megabostas, co grande produção de metano, provocando aquecimento global.
Com o desaparecimento desses animais, a falta de Metano e CO2 provocou o arrefecimento global e a terra resfriou.

Quem tem noções básicas de biologia e meteorologia, sabe o absurdo dessa teoria.

Em primeiro lugar a população de humanos era tão pequena que não poderia extinguir do planeta espécies consolidadas como as citadas. Imagine essa pequena população influenciar no clima do planeta de maneira drástica como propõem a teoria.


Se querem provar o aquecimento global, procurem dados palpáveis, mas não alterados como vem acontecendo, vide os escândalos do climegate e dos termômetros:






quarta-feira, 26 de maio de 2010

Barra de Imbé - Beleza e esquecimento no inverno


Não canso de exaltar a beleza desse local, em minha opinião o mais belo de litoral gaúcho, a Barra de Imbé.



Local de grande diversidade de animais marinhos e aves, como já citei anteriormente em:


Local onde gosto de pescar com minha vara e molinete, mesmo que não capture nenhum peixe (como quase sempre acontece), fico contemplando a beleza natural do local.

A barra é perfeita para ir com amigos tomar uma cervejinha enquanto se pesca um ou outro peixinho, mas tive que suspender esse hábito, pelo menos por enquanto.

O motivo é o desleixo por parte dos responsáveis pelo local, pois parece que com a chegada do inverno e com ele a diminuição do turismo, o local passou a não interessar mais a quem administra.

Se você for almoçar ou jantar agora, não olhe essas fotos.

A cerveja teve que ser suspensa, pois dá vontade de ir ao banheiro, situação impossível nessas condições.




Esse banheiro público é um atentado à saúde, pois é ideal para proliferação de vermes e bactérias.






Quem quiser arriscar a vida e utilizar esse banheiro, nem ao menos pode puxar a descarga, pois cano não há.

Se for de carro tem que cuidar para não atolar no asfalto, isso mesmo.

Pois o vento nordeste tem trazido areia e lá ela está ficando.





Bem, vamos aguardar, pois tenho certeza que os responsáveis pelos órgãos de saúde e ambientais vão tomar providências para que antes do fim do inverno seja resolvida essa situação.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Termômetros Inconfiáveis


A pergunta é simples:

-Podemos confiar nos termômetros que supostamente nos dizem que a Terra está aquecendo?

As temperaturas oficiais dos Estados Unidos são baseadas em 1221 estações de monitoramento do clima, da responsabilidade da NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration).

Nos últimos anos, uma equipe de mais de 650 voluntários inspecionaram visualmente e fotograficamente mais de 860 dessas estações. Os resultados foram absolutamente chocantes.

68 estações estão em locais onde as temperaturas são bem superiores às redondezas.


89% das estações nem sequer cumprem os requisitos da NOAA, o que significa que reportam temperaturas superiores ao correcto.


A conclusão é impressionante: As temperaturas dos Estados Unidos não são de confiança!


E estranhamente, tem diminuído substancialmente a quantidade de Estações meteorológicas aceitas para validar dados referentes as temperaturas globais, incrivelmemente a maioria das estações meteorológicas, ainda existem, mas não são contabilizadas.

Mas veja abaixo o gráfico com a evolução dos pontos de medições válidas para consulta das temperaturas globais.





Sumiram as medições nos EUA, coincidentemente com a chegada dos terríveis invernos que cobriram os Estados Unidos de gelo nos últimos 05 anos.

Cada vez mais concluímos que o Aquecimento Global está sob suspeita, tem muito dinheiro e interesse nesse jogo.

Vai o recado as escolas: Estamos às vésperas da Semana do Meio Ambiente, chega de falar em aquecimento global, vamos tratar das degradações ambientais que ocorrem nos seus municípios, para conscientizar de verdade, onde seja palpável a atuação dos estudantes.

Não ajudem a divulgar essa que é a maior farsa do século.

Educação atual e Provas

Bons resultados

Podem me chamar de retrógrado ou conservador, mas ainda acho que não existe nenhuma forma de avaliação mais eficiente para saber se o estudante conseguiu absorver aqueles temas que trabalhamos em sala de aula, do que a velha prova.

E em minha opinião, deve ser individual e sem consulta, pois grande parte dos professores vem aderindo a esses meios: Provas com consultas ou em duplas.

Amigos e colegas, concordo que a avaliação deve ser qualitativa prioritariamente, mas a parte quantitativa não deve ser esquecida, sob pena de se perder aquele momento dedicado ao estudo para preparação.

Por isso eu escolhi fazer uma Pós Graduação em Psicopedagogia. Talvez eu me modernize um pouco mais.
Devemos ser fomentadores do questionamento e construção do conhecimento proporcionando o prazer pelo estudo, mas sem esquecer que um pouco de cobrança não faz mal a ninguém.

O aprendizado tem sido bom, mas sempre podemos crescer mais

Acho que algumas propostas das novas tendências da pedagogia, vem sendo mal interpretadas pela maioria das escolas, que as vezes confundem a idéia de que temos que nos adaptar a bagagem que o aluno traz de sua vida, com reproduzir tudo que a sociedade e a mídia tanto martelam em suas cabeças o dia todo.

Entender a realidade do aluno não significa colocar o "Rebolation" para dançarem na escola, ou ouvir na escola letras de FUNCK que falam em drogas e violência.
Isso eles já ouvem o dia todo na TV e no Rádio, cabe a escola mostrar o outro lado, mostrar uma cultura de qualidade, que eles não tem acesso.
Vejo hoje escolas que ficam uma semana comemorando o Hallowen, uma festa de tradição norte americana, enquanto os alunos não sabem nada sobre as lendas brasileiras como saci, curupira, entre outras. (ainda bem que isso não acontece nas instituições onde trabalho)

Colegas professores e equipes diretivas, algo está mal, é só ver os resultados do ENEM, Prova Brasil e observar as médias. Será que adianta, todos com diploma, sem saber ler um parágrafo de jornal e entendê-lo?

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Aula: Célula sintética, revolução na Biologia



Neste post não vou falar sobre a nova descoberta da ciência, notícia que caiu como uma bomba nos meios de comunicação esta semana.



Prefiro me informar mais sobre o assunto, antes de emitir opinião.


Quero falar da utilização da informática na educação, pois graças a ela, os meus alunos do ensino médio puderam pesquisar e tomar nota das principais manchetes sobre o assunto, já que encontrasse material nos principais sites informatívos.


Posteriormente faremos a discussão em sala de aula.



A informática é uma ferramenta maravilhosa se usada realmente com fins educativos, deixando claro aos alunos que sites de lazer e relacionamento eles podem acessar em casa, a escola deve ser fomentadora de cultura e informação, essa história de que devemos incorporar o que os alunos trazem de fora, não me convence muito, pois tudo isso já tem fartos espaços na mídia e na internet, a escola deve mostrar a novidade, mesmo que não seja nova, mas que seja uma alternativa para inclusão de temas que por vontade espontânea os alunos não iriam buscar. Sabemos que se deixamos livres ficariam o tempo todo no Orkut, msn e sites sem informação, nada contra, mas isso já fazem o resto do dia todo em casa ou na Lan House.

O trabalho foi muito proveitoso, vamos sintetizar todos os dados e o resultado publicarei posteriormente.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Ciclone provoca chuvarada no Litoral Norte

O ciclone deixou rastros significativos no litoral norte do RS.

Choveu demais na noite passada aqui em Imbé, foram horas de chuva forte com trovoadas durante toda madrugada e sem interrupções.

O resultado de tanta água, foram muitos alagamentos, até peixes no asfalto foram capturados, devido ao transbordamento do Rio Tramandaí.

Veja as fotos das consequencias da chuva:



Na frente do alojamento da UFRGS em Tramandai












Fácil de pescar hoje, bela Tainha




Na Av. Rio Grande em Imbé
















Essas eu tirei as 7h ao sair para o trabalho, em Imbé








E essa ao chegar em Capão da Canoa as 07h 50min

Realmente choveu bastante, mas que isso sirva de alerta para os executivos municipais, pois o Litoral Norte tem um saneamento básico muito precário.
Quem veraneia aqui sabe que esses alagamentos não são nenhuma novidade, venho a Tramandaí a mais de 30 anos, desde criança e já vi alamentos muito piores do que este, portanto, vamos abrir os cofres para os investimentos na rede de esgoto, ou aquela velha história de que cano enterrado não dá voto, ainda é levada em consideração pelos prefeitos das cidades do litoral?

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Alerta: Ciclone com vórtice no RS

Os próximos dias serão de tempo muito severo no RS. Um ciclone vindo da Argentina vai provocar tempestades que atingirão o RS todo apartir de amanhã.

Hoje as tempestades já foram sentidas na região do Alto Uruguai com fortes chuvas que duraram o dia todo e tempestades elétricas em Seberi.


Imagem mostrando o caminho do ciclone:


Segundo a METSUL:

A MetSul alerta para o risco de chuva forte a intensa no Sul do Brasil entre hoje e quarta-feira. Os altos volumes devem atingir diversos pontos do Estado. Em Porto Alegre, o risco é maior de chover forte hoje no fim do dia e, sobretudo, amanhã. Há ainda a possibilidade de rajadas de vento forte até quarta-feira à medida que o ciclone se desloca para Leste. Os modelos não projetam rajadas muito intensas, mas sempre se mantém uma nota de cautela, uma vez que este tipo de sistema sobre o continente pode surpreender. Sistema semelhante de 2 para 3 de maio de 2008 em Porto Alegre, quando a pressão não caiu abaixo de elevados 1010 hPa, chegou a provocar vento de 120 km/h. A interação entre ar frio e forte instabilidade pode gerar ainda granizo. Em situações parecidas no passado, houve até casos localizados de granizo com grande acumulação no solo a ponto de parecer neve. A cobertura de nuvens, a instabilidade e a presença de ar frio vão manter a temperatura baixa com frio até a tarde. Na segunda metade da semana se espera tempo mais seco e temperatura em elevação.

sábado, 15 de maio de 2010

Vendaval em Imaruí-SC







Imaruí...


Chego a me emocionar quando escrevo o nome desta cidade, pois nela passei 6 anos muito felizes, alguns tristes, de minha vida. Até bem pouco tinha uma relação de amor e ódio com esta cidade, mas a cada dia que passa lembro com mais carinho os momentos que lá vivi.
Esta Lagoa da foto acima, é na verdade geograficamente, uma laguna, pois liga-se com o mar no município de Laguna. A beleza é estonteante, com várias ilhas, fauna e flora muito rica.

Mas a pequena cidade que costeia a Lagoa entra em pânico quando sopra o vento sul. Ele é destruidor, eu presenciei sua força algumas vezes, uma delas inclusive embarcado dentro da lagoa, me salvei por alguns minutos.

Quinta-feira passada 12/05 foi um desses dias de terror, o vento sul soprou, pelos estragos, imagino que em torno de 150 km/h. Causando danos:
no prédio da prefeitura.




nas escolas










Derrubando muros











Árvores





E até o quioske de sorvete bailou



Vários sorvetes tomei com meu filho neste quioske.

Mas eventos como este são comuns às margens dessa Lagoa, espero que Imaruí reconstrua seus estragos com rapidez, voltando a velha vidinha normal do município. Esta semana os fofoqueiros de plantão, figuras comuns nas cidades pequenas, vão dar folga aos vigiados, o assunto será o vento.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

A volta do Sol ao RS: Passeio à beira mar




As estações nos últimos anos estão muito bem definidas mesmo, após um verão muito quente, estamos vivendo um outono de típica meia estação, manhãs e noites frias, tardes amenas.


Nos últimos dias aqui no litoral tivemos chuva em grande quantidade, mas ontem o sol retornou com intensidade e, como trabalho pela manhã e noite, a tarde resolvi dar uma caminhada à beira mar em Capão da Canoa.





Cada vez que caminho na praia, penso na quantidade de dunas que haviam na minha infância, essas dunas abrigam animais e vegetais que fazem dela seu habitat, no Litoral Norte mais de 60% das dunas já foram removidas.


Ver postagem sobre as Dunas:

http://betoorcy.blogspot.com/2010/03/dunas-em-extincao-no-litoral-do-rs.html

Além de acabar com o habitat natural dos seres que ali moram, deixam desprotegida a cidade em caso de ressaca forte, depois não adianta culpar o aquecimento global.

Estas fotos foram tiradas por mim, ontem, na praia de Capão da Canoa.


Abaixo a foto de uma placa advertindo sobre a importância das Dunas, atrás da placa encontramos algumas dunas até a beira da praia, mas nem sombra do que eram a anos atrás.






Mas a frente da placa a imagem é esta:



Asfalto, calçadão e prédios.


Não sou contra as construções a uma certa distância do mar, desde que respeitem as dunas e a vegetação e, claro que devemos ter a consciência que estamos ocupando um local onde antes se encontrava uma biodiversidade típica, logo o mínimo da contra partida deve ser o cuidado com o destino do esgoto e lixo.


Até os fungos, se animaram, com a presença do sol e surgiram para alimentar-se da matéria orgânica em decomposição, depositada por entre a vegetação das dunas, molhadas pela chuva da semana.









Na volta o sol já estava querendo se esconder por entre os prédios.

Uma perguntinnha: Será que este ano não teremos o veranico de maio?

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Poesia e enchente

Tenho dito aqui que o grande problema das enchentes, não é a quantidade de chuva, nem as mudanças climáticas e sim:

  • O assoreamento dos rios, que, por isso transbordam com mais facilidade;

  • O desmatamento, que faz descer das áreas mais altas, o material que acaba por se depositar no leito do rios;

  • A poluição dos meios urbanos;

  • O lixo, que entope os bueiros e por consequencia acumula-se água nas ruas

Mas é mais fácil colocar toda a culpa no aquecimento global e nas mudanças climáticas do que tomar as providências necessárias.


Ao ler o Blog do meu amigo Stanis me deparei com uma poesia de rara habilidade, onde ele coloca esse problema das grandes cidades de forma muito clara e ao mesmo tempo artística.


Sopravam ventos

Moviam cata-ventos.

Hoje são os mesmos

Mas não são normais

Pois cortaram as árvores

Que não nos protegem mais.

Caiam chuvas

E floresciam as uvas.

Faziam crescer a vida

Alegravam a vida da gente

E por nossa ignorância

Hoje só causam à enchente.

Casas dependuradas no morro

Pessoas pedindo socorro

Vivendo hoje como se fossemos bichos.

Com um povo mal educado

E um governo de olho fechado

Somos vitimas de nossos próprios lixos.


Postado por Stanis Fialho às
Terça-feira, Maio 11, 2010

Perfeito. Fala tudo.

Para conferir mais produções do Stanis, ai vai o linck: http://blogdostanis.blogspot.com/