domingo, 29 de agosto de 2010

Consumo de álcool melhora o raciocínio

O blog não tem objetivo de estimular o uso de álcool em quantidades excessivas, e sim divulgar mais uma pesquisa médica que reafirma que o consumo de álcool em quantidade moderada é benéfico para o organismo na parte orgânica, psicológica e social.




Foram avaliados mais de 5 mil homens e mulheres, com idade média de 58 anos

Um estudo realizado ao longo de sete anos na Noruega, indica que o hábito de ingerir álcool moderadamente faz bem para o raciocínio — melhor ainda se a bebida for vinho.

Voluntários que bebiam com moderação (quatro vezes ou mais por semana) se saíram melhor em testes medindo funções cognitivas do que os totalmente abstêmios ou que bebiam pouco (uma vez ou menos no mesmo período).

Foram avaliados mais de 5 mil homens e mulheres, com idade média de 58 anos. Os autores da pesquisa, publicada na revista Acta Neurologica Scandinavica, admitem que outros fatores não testados como dieta e profissão podem ter influenciado o resultado.

Dados como idade, nível de educação, peso e doenças foram considerados. Em mulheres, o fato de não beber esteve associado a desempenho cognitivo "significativamente" mais baixo. _ O maior risco de função cognitiva pobre esteve em abstêmios.

Entre homens, resultados sugerem menos disfunção cognitiva em consumidores de vinho e cerveja _ diz o artigo assinado por Kjell Arne Arntzen, da Universidade de Tromso, e mais três colegas. Os autores anotavam só a frequência do consumo, não a quantidade, por isso afirmam que as diferenças entre homens e mulheres podem estar ligadas a diferentes níveis de consumo.

Nem a carne da baleia escapa dos ladrões


Resolvi postar essa notícia, pois existe a preocupação em relação ao consumo da carne da Jubarte, que acabou morrendo, após ficar encalhada por quase uma semana em Capão da canoa.

O animal pode ter morrido em consequencia de alguma bactéria ou outra contaminação prejudicial a saúde humana.

Veja notícia do site ZH:

Equipes devem encerrar neste domingo enterro do animal. Esqueleto ficará com o Ceclimar

A Fepam flagrou três pescadores enquanto tentavam furtar cerca de 50 quilos de carne retirados baleia jubarte, que morreu encalhada em Capão Novo na quinta-feira. O caso ocorreu na tarde de sexta-feira. De acordo o coordenador do órgão estadual no Litoral Norte, Matusalem Roxo, os homens colocavam a carne no porta-malas de um carro quando foram abordados por um policial militar. Eles não foram presos. — É preciso estar atento ao perigo de consumir carne dessa baleia. Ainda não se sane qual o motivo para ela ter encalhado. Pode ter sido por algum tipo de bactéria que pode provocar problemas à população — alerta. Uma empresa de segurança e a Patrulha Ambiental da Brigada Militar vigiam o local. A carne está sendo enterrada em uma área de Capão da Canoa a uma profundidade de três metros.Após o término dos trabalhos, previsto para este domingo, a área será selada. O esqueleto do cetáceo será preservado e ficará à disposição do Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar).




sexta-feira, 27 de agosto de 2010

A morte da Jubarte em Capão




Infelizmente não surtiram efeito os esforços para salvar a baleia que encalhou aqui em Capão da Canoa no final de semana passado.


Logo após minha saída do local escutei o boletim: foi confirmada no final da tarde desta quinta-feira a morte da baleia jubarte, que encalhou na praia de Capão Novo, no litoral norte gaúcho. As amarras que prendiam o animal do animal foram retiradas.


O corpo será puxado até um ponto na areia para coleta de material.





Ontem estive lá presenciando as tentativas de levá-la para alto-mar, mas o animal já estava muito debilitado e quase não apresentava mais movimento.

Segundo o site ZH:

Biólogos do Ceclimar e profissionais do Instituto Baleia jubarte realizam a necropsia no corpo da baleia jubarte, que morreu encalhada na praia de Capão Novo. O animal foi retirado do mar e levado para beira da praia com o auxílio de cinco escavadeiras da prefeitura. A análise deve durar o dia todo e pode, inclusive, continuar neste sábado. A necropsia deverá ajudar a identificar a causa da morte e o motivo que fez com que a jubarte ficasse presa nesse ponto do litoral gaúcho. Todo o esqueleto da baleia será coletado e preservado. O restante da carcaça será transportados por caminhões e enterrado em um local adequado, para evitar contaminações.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Baleia encalhada em Capão


Eu fui agora a tarde lá na praia em Capão Novo onde está encalhada a baleia Jubarte.



Minha surpresa foi a grande quantidade de pessoas que se deslocavam para o local, que virou ponto turístico essa semana.



Chegando lá logo avistei o animal, enorme, comparado a no mínimo dois elefantes, ali bem na beira do mar.

Caminhando se chegava até a baleia, mas o local estava isolado.

O barco da Petrobrás estava logo a frente da baleia para fazer nova tentativas de leva-la para alto-mar.
.

As opiniões sobre o estado de saúde do cetáceo são divergentes, primeiramente os biólogos do CECLIMAR (Imbé), declararam que o seu estado era grave e que a morte era iminente.
Depois disso li no site da Zero Hora que os veterinários que analisaram o estado de saúde da baleia chegaram a conclusão de que ela está bem melhor do que se imaginava.
Bem, mas agora a luta é contra o tempo, pois a cada dia que passa o animal se debilita mais, por falta de alimento.
Vou acompanhar a situação e estarei divulgando no Blog.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Incendios florestais e Aquecimento Global


Devido ao calor e a seca que está ocorrendo na Rússia, os alarmistas e aproveitadores estão querendo novamente relacionar a tragédia ao aquecimento global.

Para essa gente quanto pior, melhor. Mais justificam o dinheiro que conseguem arrecadar para lutar contra o CO2.

Os incêndios florestais, bem como todos os desastres climáticos que acontecem hoje, já aconteceram em épocas passadas, quando nem se falava em Aquecimento Global, abaixo segue pesquisa feita pelo blog ECOTRETAS (http://ecotretas.blogspot.com/2010/08/grandes-incendios-florestais.html), listando outros grandes incêndios florestais ocorridos no passado:

Como podemos observar existiram incêndios florestais muito maiores em épocas que nem se falava em Aquecimento Global, os ecologistas tem que se preocupar com a degradação real, assoreamento dos rios, queimadas, desmatamento, pois enquanto não freiar esse tipo de degradação, as consequencias do clima serão bem mais trágicas.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

O Fitoplâncton e o óleo no Golfo


Eu fico surpreso com o pouco caso das entidades defensoras do meio ambiente (principalmente as que são beneficiadas com vultuosas doações) para com o vazamento de óleo no golfo.

Estes que dedicam tanto espaço no combate ao Aquecimento Global, sabem que toda a base da cadeia alimentar dos oceanos é o Fitoplâncton.

O fitoplâncton depende da luz solar para realizar a fotossíntese, continuar vivendo e servindo de alimento a peixes e crustáceos.
Além disso consomem toneladas de CO2, gás diabólico, para os alarmistas.


fitoplâncton (fito = planta, plâncton = vaguear).

São plantas constituídas por uma única célula e que vivem nas águas oceânicas de superfície.
A maior parte destas células vegetais encontram-se à deriva nas águas dos oceanos, mas algumas podem deslocar-se um pouco sozinhas.

O fitoplâncton utiliza a luz solar, o dióxido de carbono (CO2) e a água, para produzir a matéria que consome ou que serve para se auto-construir: é a fotossíntese.
Através deste processo, o fitoplâncton fabrica o oxigénio que é necessário para a sobrevivência dos animais no planeta.
Estes seres unicelulares absorvem tanto dióxido de carbono quanto as plantas terrestres e, assim, ajudam a regular o nosso clima.


O que o vazamento tem a ver com isso?

A mancha de óleo impede a passagem dos raios solares para as profundezas do oceano.

O fitoplâncton é autótrofo, fabrica seu próprio alimento através da fotossíntese, que necessita da luz solar para se realizar.

Esse provavelmente é o maior dano ambiental que esse desastre pode causar.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Um Jogo...


Que processos será que ocorrem em nosso cérebro, que fazem com que exista tamanha histeria coletiva a espera de um jogo de futebol.


Não se fala em outro assunto no estado do Rio Grande do Sul.


A angústia toma conta de milhares de pessoas e ela aumenta a cada minuto que nos separa das 22h de quarta-feira, horário do início da grande final da Libertadores da américa entre Internacional e chivas.


Todos sonhando com o apito final do juiz, já serão os primeiros minutos de quinta-feira, para soltar o grito de : É CAMPEÃO e sair as ruas extravasando sua alegria.


Nem quero pensar se der errado, se vier a derrota, será enorme a decepção e a euforia dará lugar a depressão.


Hoje eu estava pensando, como pode um jogo, apenas um jogo, provocar tamanha mistura e sentimentos, talvez um pouco do bairrismo do gaúcho, querendo ver um clube da terra no lugar mais alto da américa. Mas isso por si só não explica tamanha paixão por um clube de futebol.


Mas também não precisamos dar uma explicação científica para tudo, sendo assim, amanhã, estarei eu, lá com meus amigos, a frente da TV sofrendo como todos e esperando o apito final para experimentar a sensação de euforia ou decepção.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Calor na Rússia

43% do planeta está com temperatura abaixo da média

Os alarmistas andam eufóricos pelo mundo inteiro por conta do calor acima da média que vem castigando os Russos.


Para estes, parece que quanto mais desastres ambientais melhor. Pois assim eles tem supostas evidências para comprovar suas teorias.


Atualmente está muito quente na Rússia realmente, mas é um caso localizado,


Será que não lhes ocorre que estes desastres podem ter como motivos: o desmatamento, o assoreamento dos rios, a erosão causada pelo homem ao solo e não o aquecimento global.
ECOTRETAS:
Ao contrário do resto do Mundo, onde uma grande parte tem experimentado um frio significativo, conforme se pode ver na imagem acima (clicar para ampliar), retirada de um site da NASA. Pode-se perguntar porque ninguém fala do frio da Rússia central, onde o gelo do Árctico não tem derretido? Ou então da Europa? Em grande parte da Eurásia, norte de África e Alaska, numa análise do Watts Up Tith That, há 43% mais pontos abaixo da temperatura normal, que acima...
Aqui na américa do Sul é um exemplo, o inverno de 2010 está com temperaturas muito abaixo da média com frio no Mato Grosso (inclusive matando cabeças de gado: http://betoorcy.blogspot.com/2010/07/frio-historico-mata-mais-de-2000.html), frio de menos de 10ºC no acre, a maior nevasca dos últimos 47 anos na região sul, entre outros exemplos.
Cada vez mais me estou convencido que esse modismo não passa de fonte de lucro para muitas ongs, empresas de consultoria climática, cientistas e países que querem brecar o desenvolvimento das nações em expansão como a nossa.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Vazamento de Óleo continua matando


Enquanto a maioria dos ecologistas estão preocupados com as emissões de CO2, os reais problemas ambientais continuam a provocar danos a fauna e flora do planeta.

Embora a mídia tenha esquecido, o vazamento de petróleo do golfo continua matando. Os dados que chegam até nós dão conta de, em torno de 4.500 animais mortos.


Terra:


Uma semana antes de completar quatro meses, os efeitos do vazamento de petróleo da plataforma Deepwater Horizon, na região do Golfo do México, continuam a ser contabilizados. As consequências do acidentes para a fauna local foi uma das mais graves: até agora quase 4.500 animais já foram encontrados mortos na região.

São aves, tartarugas marinhas, mamíferos e até répteis encontrados boiando na água coberta por óleo ou encalhados na areia das praias. A maré negra atingiu todos os estados americanos banhados pelo Golfo do México, chegando ao delta do Rio Mississipi, assim como às áreas de conservação dos pântanos da Lousiania e às praias da Flórida, Alabama e Nova Orleans.

Até agora a companhia responsável pelo desastre, a British Petroleum (BP), já recolheu 6.869 animais impactados pelo vazamento do petróleo, sendo 4.491 mortos. Os animais que sobreviveram ao desastre estão sendo tratados e soltos nos seus habitats.

As maiores vítimas são as aves (mais de 5.770 foram resgatadas cobertas pelo óleo, 3.902 sem vida), seguidas pelas tartarugas marinhas (1.020 encontradas no total, sendo 527 mortas), pelos mamíferos (76 coletados ao todo, com 71 mortes) e répteis (apenas dois foram encontrados, um sem vida).


quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Fotos do espetáculo da nevada histórica

Estas fotos da neve que cobriu os estados do RS e SC de branco foram mandadas ao email da METSUL por Marcus Zilli.

Acreditem isso é no Brasil.


Vale a pena conferir.





























Acima de tudo temos que presevar o meio ambiente, mas apartir de agora vamos voltar o foco para a realidade: a poluição dos rios, o desmatamento, os esgotos, reciclagem de resíduos sólidos. Por favor parem com essa farsa de aquecimeto global, que só beneficia as nações ricas e falsos ambientalistas que se abastecem de verbas para combater o CO2.

Maior frio em décadas



  • Em Iraí, os termômetros chegaram à marca de 7ºC e foi registrada a tarde mais fria dos últimos 47 anos. Desde o dia 13 de agosto de 1963, quando fez 5,8ºC, não fazia tanto frio durante a tarde no município.

  • Na cidade de Bom Jesus, a temperatura máxima registrada foi de 1,4ºC, a menor em 32 anos. O frio intenso, aliado à umidade, proporcionou a ocorrência de neve na cidade. Esta temperatura não era registrada desde 13 de agosto de 1978, quando fez 1,3ºC.

  • Passo Fundo e Cambará do Sul registraram a tarde mais fria da década em seus territórios. As temperaturas máximas foram de 4,6ºC e 5,1ºC, respectivamente, durante a tarde.
Fonte:Central de meteorologia da RBS

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Já nevou hoje em 21 cidades do RS e 12 de SC

A neve toma conta do estado do RS hoje.

Em SC a neve já preocupa, pois o acumulo já obrigou o fechamento da estrada da serra do rio do rastro.

Em Curitiba foi registrada a menor temperatura máxima dos últimos 10 anos.

"Isso em tempos de aquecimento global."


















UBIRICI-SC



BOM JESUS- RS


Mais fotos nos posts abaixo.
E a medida que for entrando material estaremos atualizando aqui.


Neve em vários pontos do Rio Grande do Sul

Em um dos invernos mais frios dos últimos anos, estava faltando a neve para ilustrar os cenários de baixa temperatura.

Agora ela chegou e se espalha pelo Rio Grande e Santa Catarina, proporcionando belas imagens.
Veja fotos da neve no RS e SC e Uruguai:




URUGUAI




URUBICI-SC






CAMAQUÃ








GRAMADO












Os atóis- Diziam que iam desaparecer, mas estão ganhando terreno.




Os Atóis


No mundo existem mais de 400 atóis, a maioria ficam no Indo-Pacífico. Todos, porém, tem a mesma geografia básica peculiar, que os torna diferentes das ilhas comuns. São formados pro um anel de recifes crescidos sobre o topo de uma montanha submarina de origem vulcânica.
As dimensões e a ocupação variam bastante entre os atóis. O maior do mundo, OKwajalein, nas ilhas Marshall, no pacífico Norte, tem 120 quilômetros de comprimento por 22 de largura, com 93 ilhas (algumas dotadas de aeroportos e prédios) e uma população de mais de 9 mil pessoas.


Atol das Rocas

Os Atóis, ilhas formadas pelo crescimento de recifes ao redor do cume de vulcões submersos se concentram principalmente nos oceanos Pacífico e Índico. O Atol das Rocas é o único existente no Atlântico Sul, onde representa uma das mais importantes reservas ecológicas, fazendo parte da lista de patrimônios naturais da humanidade da Unesco.
Atol significa uma formação de recifes de coral em forma de anel, enquanto rocas, termo proveniente do espanhol, quer dizer rochas ou pedras.


O Desaparecimento


Segundo a mídia alarmista e os adeptos da teoria do aquecimento Global: com o avanço dos oçeanos os atóis seriam engolidos pelo mar e praticamente desapareceriam.


A Farsa



Fonte: Blog Ecotretas
A notícia de que os atóis do Pacífico, em vez de afundar,estão a ganhar terreno, esta a se espalhar lentamente, pois é uma notícia muito inconveniente!
Ao invés, a invasão de notícias acerca dos perigos do seu afundamento deverá estar na moda esta semana, dado que está a ocorrer uma série de reuniões naquela zona do Globo.
A primeira ocorreu em Port Vila, capital de Vanuatu, e envolveu o grupo do SIS (Smaller Island States). Amanhã realiza-se o 41º Fórum das Ilhas do Pacífico (PIF), e a intoxicação dos Media deverá ser grande...

O paper "The Dynamic Response of Reef Islands to Sea Level Rise: Evidence from Multi-Decadal Analysis of Island Change in the Central Pacific" de Arthur P. Webb e Paul S. Kench, utilizou uma técnica bastante simples: comparou fotografias dos atóis da Segunda Guerra Mundial, com fotografias da actualidade.

Os resultados são avassaladores, com 43% dos atóis a registarem um aumento de área, enquanto outros 43% permaneceram estáveis. Nalguns casos, verificaram-se aumentos de 5.6 hectares por década, o que tendo em conta a dimensão dos atóis é particularmente notável! Apenas 14% dos atóis registaram uma diminuição de área.