terça-feira, 30 de novembro de 2010

A lontra na Barra de Imbé



A umas duas semanas fui passear e dar uma pescada com meu filho na Barra de Imbé, lugar que adoro ir sempre que tenho tempo.

Logo ouvi uns gritos: "olha uma foca", "um leão marinho", meu piá saiu correndo para ver o animal e olhou para as pessoas e falou: "pessoal é uma lontra". Eu já havia mostrado uma lontra a ele em um passeio a Maquiné.



O bicho ficou ali brincando e se alimentando de sardinhas  e outros pequenos peixes. Eu sei que as lontras podem ser encontradas em lugares de águas salgadas como Lagunas, mas eu nunca havia visto uma tão próxima ao oceano.



A presença do animal vem a mostrar que apesar das agressões feitas pelo homem, o local ainda mantém sua biodiversidade. Lá podem ser avistados facilmente, botos e diversas espécies de peixes, várias aves como gaivotas biguás etc...


Fiz um vídeo com a camera do celular das evoluções da Lontra:


segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Alunos na Quinta da Estância Grande III (o plástico)


Nas postagens anteriores, sobre minha ida na Quinta da estância com os alunos, fiz muitos elogios ao lugar. Fomos bem tratados, ótima alimentação e orientação dos monitores, mas tenho uma critica construtiva a fazer.

Eles falam muito em meio ambiente, aquecimento global, mudanças climáticas, mas tudo que é utilizado lá é de plástico descartável.



Todos querem entrar na onda do aquecimento global, ninguém contesta, mas ai eu entro dizendo que o foco dos ambientalistas está desviado, pois ninguém mais fala da poluição dos rios, desmatamento, reciclagem e outros temas mais importantes. O aquecimento global toma conta das mentes dos ambientalistas.



E não me venham com essa história de quer mandam todo o plástico para reciclagem, pois fora o que se perde no caminho, a reciclagem do plástico produz gases muito piores que o tão mal falado CO2.


São milhares de copos plásticos utilizados por dia, talheres de plástico, até os pratos são de plástico. Em minha opinião tudo deveria ser de vidro, lavado e reutilizado. Sei, dá mais trabalho, mas seriam mais uns 3 empregos e um grande exemplo aos alunos que visitam esse belo local.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Alunos na Quinta da Estância Grande II (Os Bugios)

Neste passeio os alunos tiveram oportunidade de participar de trilhas no meio do mato fechado.



Na trilha tivemos contato muito próximo com os macacos BUGIOS, espécie tradicional das matas gaúchas.






Por incrível que pareça, estas fotos eu tirei com a camera do meu celular no mato. É possível chegar muito perto dos macacos, claro que, em silêncio para não assustá-los, isso poderia provocar um ataque dos bichos.

Andamos em trilhas por dentro d'água.


Abaixo é possível assistir  um vídeo que fiz dos bugios.



terça-feira, 23 de novembro de 2010

Alunos na Quinta da Estância Grande

Outra sugestão aos colegas professores, principalmente da área de ciências e biologia é uma visita a Quinta da Estância Grande, um local muito bem organizado e com tarefas dirigidas aos alunos.
Levei meus alunos da 8ª série da Escola Divina Providência.

Vou começar uma série de postagens sobre este local falando de um setor onde são criados em cativeiro, animais capturados pela policia ambiental, os mesmos seriam contrabandeados para outros países.








Papagaios, araras, urubu-rei e tucanos podem ser vistos bem de perto. Os animais parecem acostumados com a presença humana e a tranquilidade e silencio do local também colaboram para que eles venham bem perto e até façam pose para as fotos.






A enorme jibóia coloca a cabeça bem próxima a tela e o professor tem chance de mostrar todas as características estudadas em sala de aula.




Os alunos tem a rara oportunidade de pegar répteis ( não peçonhentos ) nas próprias mãos. Eles ficam emocionados.



Foi uma viagem inesquecível para os alunos e uma aula inigualável de ciências e Biologia.
Amanhã falo um pouco mais sobre o passeio. 

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Cadê o tal do aquecimento? E O inverno na Europa ainda nem começou.


O inverno no Hemisfério Norte ainda nem começou e as temperaturas já despencaram. A pergunta é:
Quando essa farsa do Aquecimento Global vai acabar?

Fonte ZH:

Antes do início oficial do inverno, neve castiga o Hemisfério Norte



Na Alemanha, foi preciso usar máquinas para limpar as estradas

Apesar de o inverno no Hemisfério Norte não ter começado oficialmente, a neve e o frio intenso já castigam diferentes países e anunciam uma estação rigorosa.

Na Alemanha, foi preciso usar máquinas para limpar a neve que se acumulou nas estradas e diminuir os riscos de acidentes aos motoristas.

Fotos feitas hoje na Alemanha (ZH)




Alunos no museu de ciências II


Continuando o relato da visita ao museu de ciência e tecnologia da PUC, falarei sobre a área destinada a física e astronomia.

O espaço destinado a física tem enorme quantidade de aparelhos que comprovam as teoria ensinadas em sala de aula, como refração de luz, prismas, propagação do som, ondas e frequência sonora, força e muitos outros.




As fotos abaixo demonstram a eletrostática, os alunos aprendem e se divertem muito vendo os cabelos arrepiarem.







O espaço da astronomia é fantástico, pode-se encontrar divisórias onde se pode experimentar a gravidade em diversos astros do sistema solar e de fora dele. Réplicas dos planetas mais conhecidos e do sol como na foto abaixo.




Demonstração de como acontecem os eclipses (abaixo)



Enfim, uma diversidade de aparelhos, maquetes, simulações de tudo que ensinamos na aula, mas muitas vezes é tão abstrato para os alunos.

domingo, 21 de novembro de 2010

Alunos no museu de ciências

Estive meio afastado nesta semana, pois fiz várias atividades externas com meus alunos. Recolhi material para algumas postagens que farei aqui, como sugestão a meus colegas professores, principalmente na área de ciências.

Na quarta feira levei meus alunos ao museu de ciência e tecnologia da PUC.


O lugar  é espetacular, pode-se comprovar na prática várias teorias que ensinamos em sala de aula.
Por exemplo: Os alunos da foto estão estudando corpo humano.
Lá  existem réplicas gigantes dos diversos órgãos e sistemas do corpo humano, bem como, testes de visão, audição, tato, força muscular, movimento de ossos, etc.
Nessa primeira postegem vou me deter ao corpo humano.

Registrei algumas fotos, que pouco representam o que pode ser visto lá. Mas dão uma idéia  do que o professor e os alunos irão encontrar.

A circulação
 Este representa a circulação humana, é todo iluminado e vai mostrando com  luz o caminho do sangue pelo corpo.

O Esqueleto
Este esqueleto gigante é todo articulado, os alunos podem controlá-lo com um tipo de joestick, que mostra como os ossos se movem.


O Cérebro
 Este cérebro gigante, possui um painel, onde o aluno pode apertar botões que iluminam as regiões onde são comandadas diversas funções em nosso corpo, como visão, audição, fala...


O Crânio


A Orelha

 Esta orelha é do tamanho de uma pessoa e é possível visualizar todos as estruturas do ouvido com clareza.


Fetos em todas as fases da gestação

Uma visita como esta equivale a muitos períodos de aula na sala, posso garantir. Aconselho a quem for fazer uma atividade como esta,  preparar os alunos algumas semanas antes, com atividades mostrando como agir em um museu e organizando o tempo, se o passeio for em dois turnos, seria bom que o período da manhã seja utilizado em atividades de diversão, como visita a uma destas salas de brinquedos que existem nos shopings, pois eles vão satisfazer suas necessidades de diversão e irão mais tranquilos ao museu.

Em outras postagens mostrarei mais material sobre o museu.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Esclarecimentos sobre Aquecimento Global e CO2

Encontrei esta entrevista no Blog Português ECOTRETAS.

A entrevista é com o cientista Russo Igor Khmelinskii, que nasceu na antiga União Soviética, Igor é um céptico do Aquecimento Global Antropogenico. A entrevista é muito esclarecedora sobre a influência do CO2 no aquecimento global e também sobre os fatores econômicos que fazem com que a farsa seja mantida.
Compactuo com as idéias desse cientista, que é mais um dos muitos que estão tendo a coragem de desafiar a mídia.

Se gosta do tema, vale a pena assistir




quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Mostras científicas

Sou professor a 24 anos, se tem algo que não entendi foi o abandono das feiras e mostras científicas nas escolas. Se não terminaram, ao menos diminuíram bastante em quantidade e qualidade em relação aos anos passados.

Acho que as feiras ou mostras científicas deveriam ser incentivadas, pois os alunos ficam muito motivados para criarem ou , que seja, copiarem experimentos ou pesquisas e apresentarem aos colegas professores e comunidade.

Sempre que possível, procuro fazer essa atividade com meus alunos. Na 7ª e 8ª série da Escola Divina Providência, estou trabalhando neste projeto.
Pesquisa
Vamos fazer uma pesquisa sobre museus de ciências e como agir ao visitá-los.

No dia 17/11 visitaremos o museu de ciência e tecnologia da PUCRS.

Dia 01/12 faremos a mostra científica na escola. Os resultados do trabalho estarei postando aqui.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Peixes mortos no Rio dos Sinos - A história se repete


Mais uma vez: Milhares de peixes apareceram mortos no rio dos sinos ontem 09/11.
Os peixes apresentavam hemorragias, o que indica envenenamento por produtos químicos e não asfixia.

As primeiras análises feitas nesta quarta-feira no Rio dos Sinos levaram a Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) a acreditar que uma carga de produtos químicos pode ter sido despejada no rio. Milhares de peixes foram encontrados mortos esta manhã em São Leopoldo, no Vale dos Sinos. De acordo com a Defesa Civil, a estimativa é de que cerca de 10 mil peixes morreram na região entre São Leopoldo e Novo Hamburgo.

Como eu gostaria de ver essas ONGs  que defendem o meio ambiente, protestando com a mesma dedicação que se utilizam de toda a mídia para falar de aquecimento global e CO2.

Isso é um crime hediondo, imaginem despejar uma carga de produtos químicos diretamente no rio.

Tudo que posso fazer é divulgar essa barbaridade aqui no Blog e para meus alunos, mas Greenpeace, wwf, etc...bem que poderiam aparecer também nessas horas.

Vendaval em novembro - Clima Cíclico


Mal tínhamos nos acostumados com o calor típico de novembro e o frio mostrou toda sua força novamente, provando que, por essas bandas do sul, estamos mais para resfriamento que aquecimento, considerando as médias de temperatura nos últimos anos.

Frio em cima de calor, quanto maior for a diferença tendemos a ter mais força de vento.
A história se repete, claro que, em muito menor proporção.

Quem não se lembra de 19 de novembro do ano passado. Um vendaval arrasador, deixando enormes prejuízos em todo estado do Rio grande do Sul.

Como acompanhei nas postagens abaixo, feitas na época do acontecimento:

http://betoorcy.blogspot.com/2009/11/vendaval-foi-gravissimo-na-grande-poa.html

http://betoorcy.blogspot.com/2009/11/day-after.html

Como em todo março me lembro do furacão Catarina e se estão lembrados em março deste ano um enorme ciclone novamente se aproximou do litoral gaúcho, mas para nossa sorte ficou em alto mar.
Ver nas postagens:

http://betoorcy.blogspot.com/2010/03/aniversario-do-furacao-catarina.html

http://betoorcy.blogspot.com/2010/03/alerta-maximo-ciclone-evolui-de-sub.html

Fotos do vendaval de ontem

Escola arrasada em Taquara


Muito lixo trazido pelo vento em ipanema


Casas destelhadas em São Chico

Quedas de árvores em POA