sábado, 16 de julho de 2011

Teatro na Escola

Educação não se resume apenas em transmitir conteúdos, neste pensamento a Escola Divina Providência promove um Festival de Teatro Estudantil todos os anos.

A cada ano que passa o nível fica melhor, este ano tivemos belos espetáculos.

Minha turma apresentou Wicked que é um musical que conta a história das Bruxas de Oz. A história começa bem antes da chegada de Dorothy a Oz, e termina um pouco depois da partida da mesma. Além de contar a história das bruxas, Wicked conta também a história dos personagens de O Magico de Oz: o homem de lata, o leão, o espantalho e até o próprio mágico.

Fotos dos bastidores:








Em cena:





Quem não atua, trabalha no cenário, maquiagem, sonoplastia, iluminação, etc. todos se envolvem, proporcionando integração do grupo. Muitas vezes alunos retraídos e tímidos se mostram ótimos atores e a partir do teatro se integram melhor no grupo.

Foram 3 noites de apresentações e muito trabalho para o grupo de professores, mas valeu a pena. O resultado final não poderia ser melhor.

Outras peças:



A premiação:




A turma 222 levou 4 prêmios, melhor atriz, melhor atriz coadjuvante, melhor cenário e prêmio especial do juri, mas a premiação é o que menos importa, vale é a intensa participação de todos.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Tragédia na Barra de imbé

Considero a Barra de Imbé um dos locais mais bonitos do litoral gaúcho e costumo passar muitas horas lá, pescando, admirando a união do rio com o mar, vendo os botos ou bagres e tainhas emergindo à superfície, mas esse local também pode oferecer muitos riscos, pois não possui segurança e a correnteza é fortíssima.




Como podemos observar as pessoas ficam sem proteção na margem do rio e os automóveis ficam parados logo atrás.

Nesta semana este belo local foi palco de uma tragédia, publicada em Zero Hora hoje:



O namorado da mulher que morreu ao cair com o carro dentro do Rio Tramandaí, em Imbé, explicou nesta manhã como conseguiu se salvar. Fábio Fernando Fernandes Emerim, 51 anos, saiu pelo vidro do carona da caminhonete Ranger, que, por sorte, estava aberto:

— Eu tinha aberto a janela para espirrar.

Emerim relata que a queda do veículo foi muito rápida e, quando percebeu que estava na água, não houve tempo para ajudar a namorada, Nair Rodrigues, 55 anos, a sair do carro. 


Fábio Fernando Fernandes Emerim, 51 anos, apresentava estado de choque quando equipes dos Bombeiros, Brigada Militar e Polícia Civil chegaram ao local para atender a ocorrência. Ele contou que conseguiu fugir pela janela da caminhonete, que havia sido comprada há dez dias. O fato de Nair, que estava ao volante, não estar habituada ao veículo pode ter causado o acidente.

— Ela se apavorou e não conseguiu frear — disse o delegado Alvaro Butteli, da Delegacia de Polícia Civil de Imbé, que investigará o caso.

Assustada, Nair teria pisado no pedal de aceleração em vez de frear, conforme informações colhidas no local pelo primeiro-sargento dos bombeiros Paulo Solano. Depois, a forte correnteza do rio em direção ao mar fez com que a Ranger sumisse.

Nair Rodrigues era natural de Lajeado, mas morava em Imbé durante a semana. Nos finais de semana, costumava viajar para Sapucaia do Sul. A vítima deixa três filhos — Alessandra, Maicon e Ritieli — de outro relacionamento.

— Foi tudo muito rápido, o carro estava engatado e foi para da dentro. Caímos "de bico" e a correnteza foi nos levando — conta.

— Eu sai pelo vidro da janela não tinha como tirar ela.


terça-feira, 12 de julho de 2011

Mudança no tempo ( Pôr do sol no Rio )

Depois desses período interminável de dias com temperaturas abaixo de zero no Rio Grande do Sul, o domingo teve temperaturas amenas aqui no litoral norte, aproveitei para dar uma conferida na festa do peixe em Tramandaí e tirei umas fotos, de cima da roda gigante, do belo por do sol no Rio.





Mas para não se acostumar com o calor, hoje o dia voltou a amanhecer gelado com muita cerração vinda do mar.





terça-feira, 5 de julho de 2011

Aquecimento está virando piada: Comendo insetos no Brasil




Esta pérola da ecologia foi garimpada pela aluna Manoela Kaul, 3º ano do ensino médio da Escola Divina Providência.

Não sei se acho graça ou se me desespero com essas manchetes que me deparo, em fartos espaços da mídia brasileira e internacional.

Como se não bastasse os invernos cada vez mais rigorosos nos dois hemisférios, a sensação térmica de -8ºC que enfrentamos no final de semana em pleno litoral gaúcho, a queda da temperatura global nos últimos anos.
Ainda temos que ver oportunistas recebendo dinheiro e espaços para sustentar essa falida teoria do aquecimento global.

O que me indigna é o fato de que as verdadeiras causas dos desastres ambientais não são atacadas, nem ganham espaços na mídia:
  • Rios cada vês mais poluídos e assoreados;
  • Destino do Lixo das grandes cidades sem solução;
  • Matas ciliares devastadas;
  • Esgotos despejados in natura;
  • etc, etc e....
  Tudo isso porque, segundo os gênios da biologia e da química, os gases liberados pelos peidos dos bois provocam o efeito estufa e consequentemente o aquecimento global.


A reportagem na íntegra:

http://super.abril.com.br/blogs/planeta/para-combater-aquecimento-global-brasil-estuda-incluir-insetos-na-dieta-da-populacao/


Já pensou ir ao supermercado e, ao invés de 1 kg de carne bovina, comprar 500 g de gafanhoto, grilo ou larva de formiga? Pois esta realidade pode fazer parte da vida de todos os brasileiros muito em breve!
Dono de uma companhia que cria e comercializa insetos, o empresário mineiro Luiz Otávio Pôssas Gonçalves pediu ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento que reconhecesse seu negócio como um “estabelecimento produtor de insetos para consumo humano” e acabou fomentando, no governo, o debate sobre a legalização da entomofagia – isto é, a prática de comer insetos – no Brasil.
O Ministério da Agricultura ainda não respondeu ao pedido de Gonçalves, mas pediu indicação bibliográfica ao empresário, alegando que se trata de tema polêmico, mas que será discutido, por representar oportunidade real de combater o aquecimento global no Brasil e no mundo.
Isso porque, de acordo com pesquisas da Universidade de Wageningen, na Holanda, a criação de insetos emite uma quantidade de gases do efeito estufa muito menor do que a pecuária. No caso de gafanhotos, por exemplo, a emissão de metano chega a ser 10 vezes menor e a de óxido nitroso, 300 vezes. Além disso, a produção de insetos também ajudaria na preservação das florestas, que não precisariam ser destruídas para o avanço das pastagens.
Dados da FAO – Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação – que também anda discutindo a possibilidade de incluir insetos na dieta humana – ainda mostram que cerca de 80% dos países possuem insetos em seu cardápio e 23 dessas nações ficam no continente americano. Será que o Ministério da Agricultura legalizará a entomofagia e o Brasil será o próximo a entrar, oficialmente, para essa lista?
Caso a proposta de Gonçalves seja aceita, para a entomofagia, realmente, fazer a diferença no combate ao aquecimento global, a população teria que trocar a carne bovina e suína pela de inseto. Você trocaria?

Fonte: Abril

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Semana mais fria da Década no RS



A semana, que promete ser a mais fria da década, começou com tempo firme, mas muito frio no Rio Grande do Sul. Segundo o balanço consolidado do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a mínima no Estado nesta segunda-feira foi registrada em Cambará do Sul: -5,6ºC.

Pelo menos 24 municípios tiveram temperaturas negativas hoje e em 17 houve registro de geada, conforme dados coletados em 35 estações espalhadas pelo Estado.


Os municípios que não tiveram  temperaturas negativas, tiveram sensação térmica inferior a 0ºC.


 Belas imagens do frio hoje pela manhã:


Quero beber o vinho que vai sair dessa uva

Rio congelou em  São José dos Ausentes
São Francisco de Paula

Fonte: ZH

domingo, 3 de julho de 2011

Copa América Gelada


Nos tempos do Aquecimento Global, a copa América que está sendo realizada na Argentina será sob intensa onda de frio,segundo a imprensa Argentina: "Jamais visto em décadas".


METSUL:


A atuação desta poderosa massa de ar de origem polar irá coincidir com a primeira fase da Copa América na Argentina, que inicia hoje com a partida entre os anfitriões e a Bolívia em La Plata, o que nos leva a apelidar esta onda de frio do começo de julho como a "Grande Onda de Frio da Copa América". O frio que será sentido em algumas partidas nos próximos dias no país vizinho será igual ou pior daquele que tantas reclamações despertou no Mundial da África de 2010, como a partida entre Brasil e Coréia do Norte.