terça-feira, 14 de julho de 2009

Aquecimento Global, cade você?



África do Sul. Copa das Confederações. Diariamente, repórteres davam conta do frio mais intenso do que o normalmente observado. Até os europeus acostumados ao frio, reclamavam. Nova Zelândia. O jornal New Zealand noticiou que neste ano diversas regiões do país tiveram o maio mais gelado até hoje observado e que junho não ficou muito trás com temperatura entre 1,5ºC e 2,5ºC abaixo da média. Estados Unidos. Nova York teve o oitavo mês de junho mais frio desde o início das observações no Central Park em 1869 com média de 67,5 Fahrenheit (19,7ºC), igualando a marca de 1897. A estação somente registrou temperatura média mais baixa em junho nos anos de 1881, 1902, 1903, 1916, 1926, 1927, 1928 e 1958. Observe que todos os anos, exceto 1958, pertencem ao começo do século passado ou ao século retrasado. No local, os termômetros não registraram um dia sequer em junho com 90F (32,2ºC), o que não ocorria desde 1996. Igualmente, a temperatura no mês passado na estação do Central Park não alcançou 85F (29,4ºC), o que não se dava desde 1916 e somente havia ocorrido antes também em 1903 e 1886. A última vez que a temperatura alcançou 90F ou mais neste ano foi em abril. A estatística histórica mostra que a última oportunidade em que a última marca de 90F foi registrada em abril, mas não em junho, foi em 1990. A última vez que a estação indicou 85F em 2009 foi em maio. Antes, apenas em 1903 o último registro de 93F havia se dado em maio sem observação desta marca em junho. Já Boston, conforme o ICECAP, teve o sexto junho mais frio desde o início dos registros em 1872, igualando a média de 1982, perdendo apenas para 1881, 1886, 1897, 1903 e 1916.
O verão ameno em algumas das regiões mais populosas do território norte-americano, como o Nordeste do país, onde está Nova York, impacta negativamente o comércio e retarda o almejado aquecimento da economia dos Estados Unidos. As vendas de bebidas, aparelhos de ar-condicionado e vestuário de verão sofrem com o clima ameno. Muitas lojas anteciparam as liquidações devido às vendas abaixo do que era prognosticado. Não apenas os dias quentes foram escassos, como a presença do sol também. A cidade de Nova York teve o segundo junho mais chuvoso desde o início das observações. Dados da Universidade do Alabama mostram que a temperatura média no planeta em junho ficou exatamente na média dos últimos 30 anos sem anomalia apreciável (0,001). O junho recém terminado não teve temperatura abaixo da média nos outros continentes, mas aqui também. Foi o segundo junho mais frio da década em Campo Bom com média de 12,8ºC, 1,5ºC abaixo da normal histórica, perdendo entre 2000 e 2009 apenas para o ano passado que teve 12,7ºC. Em São Joaquim, a média de junho neste ano foi de 8,2ºC, a menor para o mês desde 1996. Desde que as observações tiveram início no município catarinense em 1955, apenas os anos de 1956, 1963, 1964, 1974, 1988 e 1996 tiveram junho mais frio, ou seja, em 2009 registrou-se o segundo junho mais gelado dos últimos 30 anos no Planalto Sul Catarinense.


Fonte: site da Metsul

3 comentários:

  1. O suposto ''aquecimento global'' nada mais é do que uma retórica científica da qual os países mais poderosos se fazem valer como argumento para frear o desenvolvimento econômico de países emergentes, como o Brasil e a China. Na verdade, o que controla o clima não é o CO2, e sim o sol, que é muuuito maior que a Terra e que está tendo uma diminuição periódica de sua atividade, que pode durar até 2031 e já está produzindo um pequeno resfriamento do nosso planeta, que deve ser da ordem de 0,2 grau centígrado, o que, descontado de uma temperatura de 14,67 graus celcius, que é a temperatura média da superfície de nosso orbe, vai fazer com que revivamos décadas passadas, em que as temperaturas, como as da cidade de São Paulo eram menores.

    ResponderExcluir
  2. concordo plenamente comtigo, amigo(a) pra vc.

    ResponderExcluir