quarta-feira, 15 de julho de 2009

Gripe A H1N1 - Não é tão simples




Confesso aos amigos que estou entrando na parcela da população que está ficando neurótica com o avanço da Gripe A. Os motivos que me levam a isso são os seguintes:

- Alto índice de contágio, a poucos meses eram alguns casos isolados no México, hoje está espraiada pelo mundo inteiro.

- A rápida evolução de gripe para um quadro de pneumonia viral.

- A mortalidade, que se dizia restrita a idosos e crianças debilitadas, parece que não se confirma, pois os casos de óbitos são em pessoas na faixa dos 12 aos 60 anos, hoje foram anunciadas mais 4 mortes suspeitas aqui no RS,
três homens com: 22, 31, 42 anos respectivamente e uma mulher de 49 anos esses casos se verificaram em Passo Fundo e Santa Maria.

- Os anti-virais só fazem efeito se administrados nas primeiras 48h após a doença se manifestar, no entanto levam 15 dias para se obter o resultado do exame laboratorial.

- Por outro lado se usarmos o remédio indiscriminadamente existe o risco de uma provável mutação do vírus, que viria em uma versão ainda mais resistente.

- A nós, só resta torcer para que desenvolvam uma vacina, o mais rápido possível e que este rigoroso inverno termine logo. Nessas horas até que este tal de Aquecimento Global cairia bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário