quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Aquecimento global, Resfriamento ou Alarmismo?

As manchetes alarmistas tomam conta dos noticiários dos principais sites e outros meios de comunicação, durante a reunião da cúpula do clima.


Publicação do Site Terra hoje


Cientistas continuarão recebendo verbas para estudos do combate ao CO2. Países de 3º Mundo continuarão tendo que frear seu desenvolvimento para conter o CO2, enquanto os ricos continuarão crescendo economicamente.
Mas o assunto de hoje não é esse. Os cientistas da cúpula do clima, que a mais de 10 anos assustam a população mundial com a invasão dos oceanos, furacões devastadores e colocam a culpa de qualquer evento climático, que sempre aconteceu e sempre vai acontecer, no aquecimento global;
A 30 anos não diziam a mesma coisa:
Domingo, 30 de Junho de 1974. O Estado de São Paulo, um dos mais importantes jornais brasileiros e do continente, dedicava matéria de página inteira ao resfriamento do planeta Terra que vinha sendo observado desde a metade da década de 40. A manchete era enfática: "A Terra caminha para nova era glacial". Esta é uma das provas que ajudam a ilustrar como a o humor da imprensa e dos cientistas varia de acordo com as situações de momento, o que está se produzindo agora com uma histeria midiática em torno do aquecimento global.



A reportagem do Estadão comentava que "o mundo está cada ano mais frio", citando reportagem da revista Time dos Estados Unidos. A publicação paulista deu amplo espaço ainda para a opinião dos cientistas brasileiros da época, mencionando que a hipótese de uma nova era glacial estava "muito bem fundamentada" e, por isso, "muito provável".




O jornal O Estado de São Paulo, para complementar a reportagem de 1974 intitulada "A Terra caminha para nova era glacial", valeu-se da opinião do pesquisador Giorgio Giacaglia, Diretor do Instituto Astronômico e Geofísico da Universidade de São Paulo (IAG/USP). O Diretor do IAG da USP publica uma síntese dos seus estudos com conlusões muito interessantes tanto para época como para os dias atuais e que vieram a se confirmar por estudos realizados nos últimos dez anos mediante a reconstrução por modelos do clima do último milênio. O pesquisador chama a atenção para o aquecimento iniciado ainda no século XIX e que se prolongou na primeira metade do século XX, sendo seguido pelo identificado no trabalho do pesquisador da USP. A PDo apenas viria a ser constada por Steven R. resfriamento a partir de 1945 e que até aquele momento (em 1974) perdurava. A Oscilação Decadal do Pacífico sequer havia sido descoberta, mas o padrão constante da oscilação já estava Hare e Yuan Zhang em estudo de 1997, portanto 33 anos depois.



AGORA O FRIO





NOVA ERA GLACIAL

Nos anos 30 e 40 era o calor que gerava temor na humanidade. Em 1960 e 1970, o frio assustava o planeta. Hoje, o calor volta a apavorar a humanidade. Diversas pesquisas apontam que o ciclo solar 25 com pico em 2.022 poderia ter uma atividade solar reduzidíssima. Quem sabe, os temores sobre o frio não estarão de volta em 2.030 nos jornais e nas revistas ?

Os efeitos do resfriamento previstos pelos cientistas eram, aumento dos furacões, enchentes, secas, tornados, lendo a matéria pude notar alguma coincidência com as atuais previsões.

Obs.: Se alguém quiser as matérias, com letra aumentada, posso mandar por e-mail, deixe o endereço nos comentários.

Fonte: Arquivo da Metsul.

Um comentário:

  1. Há alguns dias estou pesquisando sobre a Oscilação Decadal do Pacifico, e achei muito interessante a sua reportagem. Peço ao Sr se for possível enviar para o meu e-mail, as matérias expostas na reportagem. (igorroik@yahoo.com.br).

    ResponderExcluir