quarta-feira, 7 de abril de 2010

O Escândalo do CO2


A tempo este blog, vem denunciando esta fraude do CO2 e do aquecimento global, muita gente lucra com o aquecimento, falsos ecologistas e ONGs aproveitadoras usufruem dessa histeria, agora, depois do CLIMAGATE (a falsificação das temperaturas), estoura outro escândalo, o desvio das verbas dos créditos de carbono, concedidos a governos que reduzem as emissões do Gás maldito.

Veja esta publicação do respeitado jornal espanhol, o El País:


O Tribunal de Justiça está a investigar uma fraude na compra de CO2
Promotores 50 milhões sob a forma de fraude ao IVA

O Tribunal Nacional está investigando uma fraude no IVA na venda maciça de dióxido de carbono (CO2) na Espanha. O tribunal de Instrução n º 2 ontem encomendou 14 registros em Madrid, Las Rozas, Marbella e Valladolid, que culminou com a prisão de seis pessoas, de acordo com o Organismo de Luta Anti-Corrupção, que se elevou em um comunicado o montante fraudado mais de 50 milhões de euros.

Kepa Solaun, diretor da empresa Fator de CO2, um dos maiores corretores na Espanha, diz que é "uma fraude muito simples." A empresa compra os direitos de emissão de CO2 em qualquer país europeu e introduz-lo na Espanha. Esta operação não está sujeita ao pagamento de IVA a ser o comércio intra-comunitário. Então a empresa, geralmente nada mais do que uma cobertura de vende-la em uma planta industrial que precisa de causa e cobrado o IVA de 16%. Quando chega a hora de fazer declarações trimestrais do IVA, a empresa fecha e fica com o dinheiro.

O CO2 é ideal para este tipo de fraude do operador em falta, porque "não precisa de transporte ou de logística", explica Solaun. Anti disse ter agido "contra os membros dos diversos grupos organizados, composta por cerca de 40 pessoas e mais de 20 empresas."

Em outubro passado, o Ministério do Meio Ambiente promoveu uma alteração legal para que o imposto sobre o CO2 declarado pelo comprador e evitar fraudes. Casos semelhantes ocorreram na França e outros países europeus. Europol estimado em Dezembro passado que o dinheiro fraudado na Europa pode chegar a 5.000 milhões de euros e que "90% do mercado de responder a atividade fraudulenta."

A SENDECO2 relatório, outra das grandes empresas em Espanha estima-se que 80% do mercado comercial foi financeira. O mercado europeu de CO2 foi criado para limitar a emissão de gases de efeito estufa.
Detalhes Solaun como mais de um ano atrás começou a receber chamadas suspeitas de empresas interessadas no mercado: "Eles vieram empresas romenas oferecendo enormes quantidades de CO2 e uma negociação comissões enorme se nós trabalhamos com eles. Havia também empresas do setor imobiliário e rejeitar.
Existem muito mais casos de desvio de dinheiro dos créditos de carbono.

2 comentários:

  1. o governo brasileiro fez uma expropriação forçada na região norte (amazonia legal)tomando 80% das terras de cada proprietario, ou seja o dono de uma área tal só pode utilizar 20% do total da área para produzir,o restante fica como reserva florestal, só que tem que continuar pagando os impostos sobre o total da área.Aí o governo vende o credito carbono para empresas estrangeiras. com isso esta inviabilizando o desenvolvimento da região norte.

    ResponderExcluir