domingo, 29 de agosto de 2010

Nem a carne da baleia escapa dos ladrões


Resolvi postar essa notícia, pois existe a preocupação em relação ao consumo da carne da Jubarte, que acabou morrendo, após ficar encalhada por quase uma semana em Capão da canoa.

O animal pode ter morrido em consequencia de alguma bactéria ou outra contaminação prejudicial a saúde humana.

Veja notícia do site ZH:

Equipes devem encerrar neste domingo enterro do animal. Esqueleto ficará com o Ceclimar

A Fepam flagrou três pescadores enquanto tentavam furtar cerca de 50 quilos de carne retirados baleia jubarte, que morreu encalhada em Capão Novo na quinta-feira. O caso ocorreu na tarde de sexta-feira. De acordo o coordenador do órgão estadual no Litoral Norte, Matusalem Roxo, os homens colocavam a carne no porta-malas de um carro quando foram abordados por um policial militar. Eles não foram presos. — É preciso estar atento ao perigo de consumir carne dessa baleia. Ainda não se sane qual o motivo para ela ter encalhado. Pode ter sido por algum tipo de bactéria que pode provocar problemas à população — alerta. Uma empresa de segurança e a Patrulha Ambiental da Brigada Militar vigiam o local. A carne está sendo enterrada em uma área de Capão da Canoa a uma profundidade de três metros.Após o término dos trabalhos, previsto para este domingo, a área será selada. O esqueleto do cetáceo será preservado e ficará à disposição do Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar).




Nenhum comentário:

Postar um comentário