quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Os atóis- Diziam que iam desaparecer, mas estão ganhando terreno.




Os Atóis


No mundo existem mais de 400 atóis, a maioria ficam no Indo-Pacífico. Todos, porém, tem a mesma geografia básica peculiar, que os torna diferentes das ilhas comuns. São formados pro um anel de recifes crescidos sobre o topo de uma montanha submarina de origem vulcânica.
As dimensões e a ocupação variam bastante entre os atóis. O maior do mundo, OKwajalein, nas ilhas Marshall, no pacífico Norte, tem 120 quilômetros de comprimento por 22 de largura, com 93 ilhas (algumas dotadas de aeroportos e prédios) e uma população de mais de 9 mil pessoas.


Atol das Rocas

Os Atóis, ilhas formadas pelo crescimento de recifes ao redor do cume de vulcões submersos se concentram principalmente nos oceanos Pacífico e Índico. O Atol das Rocas é o único existente no Atlântico Sul, onde representa uma das mais importantes reservas ecológicas, fazendo parte da lista de patrimônios naturais da humanidade da Unesco.
Atol significa uma formação de recifes de coral em forma de anel, enquanto rocas, termo proveniente do espanhol, quer dizer rochas ou pedras.


O Desaparecimento


Segundo a mídia alarmista e os adeptos da teoria do aquecimento Global: com o avanço dos oçeanos os atóis seriam engolidos pelo mar e praticamente desapareceriam.


A Farsa



Fonte: Blog Ecotretas
A notícia de que os atóis do Pacífico, em vez de afundar,estão a ganhar terreno, esta a se espalhar lentamente, pois é uma notícia muito inconveniente!
Ao invés, a invasão de notícias acerca dos perigos do seu afundamento deverá estar na moda esta semana, dado que está a ocorrer uma série de reuniões naquela zona do Globo.
A primeira ocorreu em Port Vila, capital de Vanuatu, e envolveu o grupo do SIS (Smaller Island States). Amanhã realiza-se o 41º Fórum das Ilhas do Pacífico (PIF), e a intoxicação dos Media deverá ser grande...

O paper "The Dynamic Response of Reef Islands to Sea Level Rise: Evidence from Multi-Decadal Analysis of Island Change in the Central Pacific" de Arthur P. Webb e Paul S. Kench, utilizou uma técnica bastante simples: comparou fotografias dos atóis da Segunda Guerra Mundial, com fotografias da actualidade.

Os resultados são avassaladores, com 43% dos atóis a registarem um aumento de área, enquanto outros 43% permaneceram estáveis. Nalguns casos, verificaram-se aumentos de 5.6 hectares por década, o que tendo em conta a dimensão dos atóis é particularmente notável! Apenas 14% dos atóis registaram uma diminuição de área.


4 comentários:

  1. Porra!! Toda corrente lógica de pensamentos que eu seguia pode estar errada então. Mas o que explicaria o aumento de área dos atóis? Só consigo pensar que o nivel do mar está baixando. Seria isso?

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Cultura Subjetiva,
    Sim, eles estão escondendo a descida dos mares, conforme pode ver em http://ecotretas.blogspot.com/2009/12/tuvalu-is-rising.html

    Ecotretas

    ResponderExcluir
  4. Obrigado ao ecotretas pelo complemento da informação.

    ResponderExcluir