segunda-feira, 12 de julho de 2010

Aquecimentistas, preparem-se: frio histórico esta semana no RS



Os meteorologistas estão prevendo para esta semana a entrada de uma frente fria que, poderá trazer para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, temperaturas e sensação térmica históricas.

Estas previsões ainda dependem de fatores e comportamentos do clima que ocorrerão no decorrer da semana.

Mas com o vento e a umidade poderemos ter sensação térmica de mais de 10º negativos em algumas regiões.

vejamos a análise da METSUL:

Amigos, é uma massa de ar polar impressionante. Como sua trajetória irá evoluir é o intrigante e o desafiador. Preparem-se para uma semana gélida.

As projeções de mínimas e máximas, exceto para os dias 16/7 a 18/7, não mudaram muito. Todas as regiões geográficas do Rio Grande do Sul devem ter ao longo da semana marcas próximas ou abaixo de zero.

A Campanha e a fronteira com o Uruguai podem ter marcas de -3ºC a -5ºC, ocasionalmente menores. Nos Aparados, a expectativa é de marcas entre -4ºC e -6ºC, ocasionalmente menores em baixadas. Há possibilidade de temperatura negativa na Grande Porto Alegre e mesmo na Capital, mais provável em estações do Sistema Metroclima do que na sede do Instituto Nacional de Meteorologia, onde nos últimos 40 anos só há anotações de mínimas negativas em 1993.

Alerta-se para geada generalizada no Rio Grande do Sul, até em parte do Litoral. A geada deve ser forte a severa em algumas áreas, podendo haver geada negra no ingresso do ar frio entre segunda e terça.

No resto do Brasil, Santa Catarina pode ter frio de -5ºC a -7ºC no Planalto Sul. Segue a idéia de muito frio no Oeste catarinense. No Paraná, perspectiva de muito frio também, mais úmido, em especial nas áreas mais ao Leste como Curitiba, que pode ter uma semana muito chuvoso e com pouca variação térmica, tendo frio dia e noite.


No Oeste paranaense, tempo mai seco e geada que pode trazer prejuízos. Em São Paulo, a secura dará lugar à água que pode cair volumosa e alguns pontos, mas o recente posicionamento da massa polar não sugere nada de frio extremo.

No Rio, então, com o avanço menor do ar frio para o Norte, reverte-se a tendência de um resfriamento maior no final da semana, esperando-se dias de sol e nuvens, mas com pancadas de chuva. Refresca e a aproximação do ar frio não permite descartar temporal.

No Centro-Oeste, mantém-se a perspectiva de forte resfriamento, sobretudo no Mato Grosso do Sul e Oeste do Mato Grosso, onde muito mais que mínimas expressivas, são esperadas máximas muito baixas, na casa de um dígito em algumas cidades.




Assim, esta onda de frio vai atingir como vem se dizendo muito mais Argentina, Uruguai, o Sul e o Centro-Oeste do Brasil, o Paraguai e a Bolívia. O que é metade da América do Sul. Insisto, pra finalizar, será uma semana interessante e qualquer coisa menos business as usual. Já diria o polvo !!!



Autor: Eugenio Hackbart


4 comentários:

  1. Deus nos ajude a suportar este frio!!!!

    ResponderExcluir
  2. E agora, os catastrofistas do exagerado "aquecimento Global" , o que irão comentar para insistir na maior mentira do século? Com a palavra o semi-deus nú, All Gore ( ou sería Al-agôro?)Gostaria de saber também dos inocentes uteis ( jornaleiros com programa) que ocupam microfones e câmeras de tv para repetirem tal qual papagaios as mentiras climáticas do IPPC e seus cientistas amestrados.O Immet é a fonte mais segura para orientar-me sobre o clima. mParabéns pelo trabalho.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Alexandre e Alana. Concordo, os catastrofistas se utilizam dessa fraude para encobrir a incompetência do poder público na área ambiental e a ganância dos capitalistas que agridem o meio ambiente.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Gilmar. Concordo, os catastrofistas se utilizam dessa fraude para encobrir a incompetência do poder público na área ambiental e a ganância dos capitalistas que agridem o meio ambiente.

    ResponderExcluir