sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Reciclagem do Óleo de cozinha


Pois olha tchê, hoje eu dei uma aula que valeu a pena.

Em Imbé, cidade do litoral gaúcho, sou monitor em um curso de reciclagem de resíduos sólidos.



Lá existe uma ONG que recicla óleo de cozinha, transformando-o em sabão, pois nessa cidade existe muitos quiosques a beira-mar, no verão, cada quiosque joga fora em torno de 50L de óleo por semana.
Hoje levei meus alunos a esta ONG para aprenderem o processo.


Este óleo era enterrado na areia da praia, um desastre para o meio ambiente. 1L de óleo pode contaminar 10.000L de água. Depois, devido as reclamações de veranistas, passaram a enterrar o óleo em terrenos baldios.

Galões onde o óleo é armazenado

Lançado diretamente no solo ou em lixões, vindo com a água dos rios, essa substância se acumula nas margens, impermeabizando o solo, a água não consegue se infiltrar no solo, agravando assim o problemas com as enchentes.

Agora, essa ONG recolhe todo esse óleo e transforma em sabão, que é vendido para a comunidade por um preço acessível R$ 0,50 a barra.
Valeu mesmo, os alunos ficaram muito empolgados para produzir em casa seu próprio sabão, hoje foi um dia daqueles em que a gente sente que conseguiu contribuir com algo para o bem do meio ambiente.

Para quem se interessar e tiver tempo, ai vai a receita:

INGREDIENTES:

- 4 L DE ÓLEO
- 2 l DE ÁGUA
- 1 Kg DE SODA
- 1 COPO DE SABÃO EM PÓ
- 1 COPO DE ÁGUA SANITÁRIA


PREPARO:

- DISSOLVA O SABÃO EM PÓ EM 1/2 L DE ÁGUA QUENTE (RESERVE)
- SEPARADAMENTE DISSOLVA A SODA CÁUSTICA EM 1,5L DE ÁGUA QUENTE, EM RECIPIENTE DE PLÁSTICO.
- MISTURE O ÓLEO E A ÁGUA SANITÁRIA EM UM TERCEIRO RECIPIENTE.

- POR FIM, MISTURE AS OUTRAS DUAS MISTURA AO ÓLEO E ÁGUA SANITÁRIA.

- MEXA POR MAIS OU MENOS 30MIN.

- COLOQUE O CONTEÚDO EM FORMAS DE PLÁSTICO E DEIXE SECAR POR 2 DIAS.

ESSA RECEITA RENDE DUAS DESSAS BANDEJAS.





SABÃO PRONTO
Se for fazer:
  • Use luvas
  • Use máscara quando inalar a soda
  • Trabalhe somente com recipientes plásticos
  • E boa sorte, a natureza agradece.

Um comentário: