terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Calor no RS



Nenhum calor pode ser pior que o calor aqui no Rio Grande do Sul. 30ºC aqui tem a sensação de abafamento pior do que 40ºC no Rio de Janeiro.


Ainda mais com essa umidade toda que está sobre o estado, fruto da temporada de chuvas que tivemos no primeira quinzena.


As temperaturas tem chegado aos 36º durante o dia na Grande Porto Alegre e 29º durante a madrugada.






ZH Meteorologia: Por que os gaúchos estão sofrendo com o calor


Os gaúchos viveram ontem mais um dia de extremos proporcionados pelo fenômeno El Niño. Uma gigantesca massa de ar quente sobre o Estado mais uma vez dificultou o avanço de frentes frias. O resultado: alta temperatura e umidade elevada. A combinação que ampliou a sensação térmica foi sentida na forma de um abafamento que torna difícil até mesmo dormir. Alguns pontos do Rio Grande do Sul foram beneficiados pelo alívio de chuvas isoladas. Depois de meses de intensos temporais, agora é o abafamento que castiga os gaúchos. Ontem foi o quarto dia seguido de sensação térmica superior a 40°C em boa parte do Estado – fenômeno que deverá se manter pelo menos até o final da semana. A presença de uma forte massa de ar quente sobre o Estado forma o chamado bloqueio atmosférico, que dificulta a passagem de frentes frias e favorece a continuidade de temperatura e umidade elevadas. Podem ocorrer, porém, temporais localizados. Ontem à tarde, os termômetros chegaram a 37,3°C em Campo Bom e estabeleceram o recorde de calor do verão na temporada 2009/2010. Somente em 2 de novembro do ano passado a temperatura foi maior, chegando aos 38°C. O calorão que faz os gaúchos suarem em abundância, porém, não se explica apenas pela medida do termômetro. A sensação de estar em uma espécie de panela de pressão atmosférica é reforçada pela umidade mais intensa do que o normal vinda da Amazônia para o sul do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário