sábado, 6 de fevereiro de 2010

Enquanto isso no hemisfério norte...


O inverno continua muito rigoroso no Hemisfério Norte, temperaturas baixíssimas, inclusive recordes em lugares como China, Estado Unidos e alguns países europeus.

Nosso inverno também foi muito rigoroso no ano que passou e se as tendências se repetirem, sendo o inverno do Hemisfério Norte uma referência para sabermos como será o nosso, devemos nos preparar.

Tudo em seu lugar, invernos frios, verões quentes.

Nossa parte é cuidar dos rios, do desmatamento, do saneamento básico, de todo meio ambiente, enfim...

Para que os efeitos do clima não sejam tão sentidos como ultimamente.

Independente de CO2, o mundo vai continuar esquentando ou esfriando, vai continuar chovendo em grande quantidade em alguns locais, secas em outros. Tornados um aqui outro acolá.

Zelando pelo meio ambiente, cuidando para não construir em lugar de risco, os efeitos serão menores, para tristeza dos meios de comunicação que se dedicam a caçar tragédias, fazer sensacionalismo e ganhar muito dinheiro com isso.




Terra:

Estados Unidos - 17h30 - Homem esquia na avenida Pennsylvania, em frente à Casa Branca, em Washington, onde o acúmulo de neve pode chegar a 75 cm antes de a tempestade deixar a região, dizem meteorologistas. A forte nevasca que atinge parte do país fechou aeroportos, impediu o tráfego de veículos e levou Estados a declararem situação de emergência. A tormenta recebeu apelidos como Snowpocalypse e Sem luz e voos, Washington enfrenta nevasca histórica.




Zero Hora:

Pelo menos dois mortos, 215 mil pessoas sem eletricidade e a suspensão total dos voos são algumas das consequências da forte nevasca que atinge hoje Washington e seus arredores, batizada pelo próprio presidente Barack Obama como "Snowmaggedon". As autoridades declararam situação de emergência na capital e nos estados de Virgínia, Maryland, Delaware e Virgínia Ocidental. Segundo o prefeito de Washington, Adrian Fenty, os serviços de emergência estão totalmente mobilizados para enfrentar a tempestade. "(A nevasca) está trazendo uma quantidade de neve como nenhum de nós tinha visto aqui na vida", comentou. O governador de Maryland, Martin O'Malley, declarou ao diário The Washington Post que "será a maior tempestade de neve da história do estado". Em tom de brincadeira, Obama chamou o fenômeno de "Snowmageddon" (armagedon de neve), em alusão à batalha que, segundo a Bíblia, marcará o fim dos tempos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário